Busca

Vatican News
Reabilitação Igreja de S. Gonçalo de Amarante Reabilitação Igreja de S. Gonçalo de Amarante  (JOAOLC)

Arte sacra: Igreja de S. Gonçalo de Amarante foi reabilitada

Obras neste Monumento Nacional foram lideradas pela paróquia em colaboração com entidades públicas e privadas.

Rui Saraiva – Portugal

Foi na festa litúrgica do padroeiro, a 10 de janeiro, que reabriram ao público a Igreja e Claustro de S. Gonçalo em Amarante, após profundas obras de reabilitação.

No norte de Portugal, na diocese do Porto, a cidade de Amarante vê reabrir esta beleza do seu património que está classificada como Monumento Nacional – refere o padre José Manuel Ferreira em declarações à reportagem do jornal diocesano Voz Portucalense.

Ouça e compartilhe!

“Este projeto é muito particular, porque é um Monumento Nacional, não é propriedade da paróquia, mas do Estado, entregue e confiado à paróquia para uso da liturgia para as suas celebrações. A paróquia tem o cuidado e o dever da sua manutenção” – afirma.

O pároco de S. Gonçalo recorda que a reabilitação desta Igreja só foi possível através da colaboração de entidades públicas e privadas, num processo liderado pela paróquia.

“Iniciamos um projeto inédito que é a paróquia assumir-se como dono da obra num edifício que é património do Estado e que concorre a fundos comunitários. Conta com a colaboração da Direção Regional da Cultura, do programa comunitário Norte 2020, com a Câmara Municipal de Amarante, a Fundação Manuel António da Mota, os paroquianos e os empresários da nossa terra. E contamos também com a devoção a S. Gonçalo, os peregrinos e devotos que com as suas esmolas fazem com que esta comunidade paroquial possa sonhar e realizar grandes projetos” – declara. 

A construção da igreja de S. Gonçalo em Amarante atravessou vários reinados e diferentes estilos arquitetónicos com influências renascentistas, maneiristas e barrocas. Esta obra de reabilitação decorreu em todo o edifício e no recheio artístico, constituído pelos seus retábulos, esculturas e pinturas murais.

A Igreja e Claustro de S. Gonçalo de Amarante é um dos monumentos mais visitados na região norte de Portugal recebendo uma média anual de 60 mil visitantes.

Tendo em conta que se trata de um Monumento no Caminho de Santiago, esta obra visou potenciar o desenvolvimento do Turismo Cultural e Religioso.

12 janeiro 2022, 11:11