Busca

Vatican News
Símbolos da JMJ em Beja, Portugal Símbolos da JMJ em Beja, Portugal 

JMJ 2023: símbolos peregrinam pelos caminhos do Alentejo

O padre Francisco Molho, diretor do Comité Organizador Diocesano de Beja da JMJ, revela pormenores sobre a primeira semana da peregrinação da cruz e do ícone nesta diocese.

Rui Saraiva – Portugal

Foi no dia 27 de novembro que os símbolos da JMJ chegaram à diocese de Beja, na cidade de Mértola, que nessa ocasião acolhia o Dia Diocesano da Juventude.

Connosco estiveram, na semana passada, os jovens de Salvador de Beja e de Cuba numa crónica na qual referiram serem testemunhas da alegria de pertencerem à Igreja de Cristo.

Desta vez é o padre Francisco Molho quem assina o texto e o áudio de uma crónica que nos revela a primeira semana da peregrinação da cruz e do ícone na diocese de Beja.

O diretor do Comité Organizador Diocesano de Beja da JMJ faz-nos viajar pelos caminhos do Alentejo.

Ouça e compartilhe

“Chegados à diocese de Beja, no dia 27 de novembro de 2021, data em que se celebrou a Jornada Diocesana da Juventude, em Mértola, os símbolos da JMJ iniciaram o seu percurso por esta diocese, começando pelo arciprestado de Almodôvar.

Este é um dos seis arciprestados da diocese de Beja e o mais extenso territorialmente, caracterizado pela dispersão das populações, o que dá origem a um sem número de pequenos povoados. O desafio de chegar a todos era, portanto, gigantesco. Devido às limitações cronológicas e geográficas, foi preciso fazer opções, nem sempre as melhores, mas as possíveis.

Os símbolos passaram, assim, entre 28 de novembro e 03 de dezembro, por Mértola, Santana de Cambas, Almodôvar, Santa Clara-a-Nova, Gomes Aires, Aldeia dos Fernandes, Rosário, Castro Verde, Messejana, Aldeia dos Elvas, Conceição, Aljustrel e Ourique. Foram expostos sobretudo nas igrejas, nas praças centrais e na escola, procurando deste modo o contacto não só com a comunidade cristã, como também com a população transeunte e os jovens em geral.

Particularmente tocante foi a visita a algumas aldeias e lugares do concelho de Almodôvar (acima mencionados), onde a população, avisada telefonicamente pelo pároco, quando os símbolos se encontravam a caminho das suas terras, acorreu prontamente à igreja, para viver esta experiência única e maravilhosa da passagem dos símbolos. Uma senhora, depois da partida dos mesmos, enviou, em nome daquela comunidade, uma mensagem ao pároco, a agradecer a visita, referindo que “estamos de coração cheio”!

Num Alentejo interior, profundamente envelhecido, não tem sido fácil chegar às camadas mais novas. Diante desta realidade, é notório que quem mais tem acompanhado a passagem dos símbolos têm sido os adultos e idosos. Não obstante, este facto comporta em si mesmo um desafio e um rastilho de esperança, uma vez que a JMJ é um encontro não apenas dos jovens, mas da Igreja em geral, e que através dos mais velhos podemos chegar aos mais novos, seus filhos e/ou netos.

Nesta que foi a primeira semana de peregrinação dos símbolos pelos caminhos do Alentejo, começa-se já a sentir o dinamismo que estes vão inculcando na vida paroquial e na atenção necessária e crescente aos jovens. Como afirma o Documento Final do Sínodo dos Bispos sobre Os jovens, a fé e o discernimento vocacional: «a Igreja no seu conjunto fez uma opção muito concreta: considera esta missão [com os jovens] uma prioridade pastoral decisiva, na qual deve investir tempo, energias e recursos» (n.º 119).

Espera-se que a peregrinação dos símbolos nesta diocese alentejana possa seguir in crescendo, chegando a todos, envolvendo-os no caminho de preparação para a JMJ Lisboa 2023 e dando-lhes a conhecer ou recordando-lhes o grande amor de Jesus e de Maria, para que não só os símbolos passem pela diocese, mas sobretudo a diocese passe pelos símbolos!”

Desde 27 de novembro que os símbolos da JMJ foram acolhidos pela diocese de Beja. Na próxima semana teremos mais testemunhos e informações que os jovens alentejanos aqui partilharão connosco neste mês de dezembro.

A Peregrinação dos Símbolos da Jornada Mundial da Juventude em Portugal é organizada pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil que é um secretariado da Comissão Episcopal Laicado e Família da Conferência Episcopal Portuguesa.

Laudetur Iesus Christus

08 dezembro 2021, 11:51