Busca

Vatican News
Um ano após explosão no Porto de Beirute, oração e necessidade de solidariedade concreta Um ano após explosão no Porto de Beirute, oração e necessidade de solidariedade concreta 

Caritas Italiana arrecada mais fundos para ajudar o Líbano

Até o momento, graças à contribuição de 1 milhão de euros da Conferência Episcopal Italiana, com os fundos da Igreja Católica e outras ofertas, a Caritas Italiana apoia dois projetos distintos: primeiro, pelas consequências da explosão; depois, concernente à crise socioeconômica e dos refugiados.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Precisamente um ano após a explosão no porto de Beirute, que ceifou a vida de mais de 200 pessoas, a Caritas libanesa e outras entidades, com as quais a Caritas Italiana colabora, estão prestando ajuda a mais de 350 mil pessoas. Devido à explosão no porto da capital libanesa em 4 de agosto de 2020 por motivos ainda desconhecidos, mais de 7 mil pessoas ficaram feridas e cerca de 300 mil desabrigadas.

Desde então, segundo um comunicado da Caritas Italiana, a situação no Líbano precipitou e as consequências da pandemia da Covid-19 aumentaram a tríplice crise: econômica, política e social. Desde outubro de 2019, a libra libanesa foi desvalorizada em 90%; o PIB caiu de 55 bilhões em 2018, para 33, em 2020; a inflação disparou para mais de 100%.

“O Líbano não tem governo, desde agosto do ano passado, e o impasse torna-se inaceitável”, acrescenta a Caritas Italiana, que leva em consideração a tragédia humana de centenas de milhares de libaneses, devido à grave situação econômica. As pessoas continuam, cada vez mais, sendo vítimas da extrema pobreza e escassez: em uma população de cerca de 6 milhões, mais de 3 milhões são pobres, cuja metade é formada por refugiados sírios.

Neste contexto, a Caritas Italiana lança um forte apelo à solidariedade com a Igreja e a população libanesa, pela arrecadação de fundos para suprir a "Emergência no Líbano".

No seu portal, a Caritas italiana apresenta um dossiê intitulado "Beirute um ano depois", falando sobre a realidade atual, mas também sobre as suas intervenções e ações, para resolver a grave crise no país, mediante o relatório de um Seminário, organizado pela Caritas Libanesa e a Caritas Internacional.

Até o momento, graças à contribuição de 1 milhão de euros da Conferência Episcopal Italiana, com os fundos da Igreja Católica e outras ofertas, a Caritas Italiana apoia dois projetos distintos: primeiro, pelas consequências da explosão; depois, concernente à crise socioeconômica e dos refugiados.

Desde agosto de 2020 a junho de 2021, foram distribuídos 3.708 kits de higiene, 7.712 kits de alimentos, 242.145 refeições; 1.541 pessoas foram atendidas, com primeiros socorros psicológicos; 509 feridos acompanhados ao pronto-socorro; 71.999 remédios distribuídos e 7.322 consultas médicas realizadas. Por fim, foram reconstruídas 1.282 casas e uma escola primária e secundária; restabelecidas 19 atividades comerciais e duas escolas, confiadas aos salesianos foram mantidas com bolsas de estudo para alunos de famílias necessitadas, além de outras ajudas. Os programas da Caritas Italiana ainda estão em andamento até fevereiro de 2022. Porém, devido à persistência da crise libanesa, terão continuidade com outras iniciativas.

Vatican News Service - TC

04 agosto 2021, 12:18