Busca

Vatican News
50 professores, todos com mestrado e doutorado, já se candidataram a lecionar na futura universidade. 50 professores, todos com mestrado e doutorado, já se candidataram a lecionar na futura universidade.  

Timor Leste terá em breve sua primeira universidade católica

Antiga colônia portuguesa, ocupada pela Indonésia em 1975 e independente desde o dia 20, Timor Leste é o segundo país com maioria católica na Ásia, depois das Filipinas. Os católicos representam 97% de seus cerca de 1,3 milhão de habitantes.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

A Igreja em Timor Leste poderá em breve ter sua primeira universidade católica. No dia 16 de julho, o arcebispo de Díli, Dom Virgílio do Carmo da Silva, apresentou ao Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura a autorização para elevar ao grau universitário o Instituto Religioso Católico da arquidiocese.

“É a realização de um sonho não só meu, mas de toda a Arquidiocese de Díli”, declarou o prelado salesiano. De fato, a ideia foi apoiada e promovida desde o tempo em que a então diocese era dirigida por Dom Carlos Filipe Ximenes Belo (1983-2002) e pelo saudoso bispo Alberto Ricardo da Silva (2004-15).

“Começaremos com faculdades que cobrem as ciências sociais, educação e ciências humanas. E no próximo ano vamos instituir outras duas faculdades de agricultura e medicina”, explicou Dom Virgílio.

A língua oficial de ensino será o português. 50 professores, todos com mestrado e doutorado, já se candidataram para lecionar na futura universidade. Quanto às estruturas, a universidade será acolhida pelo Instituto de ensino superior de São José em Balide, nos arredores de Dili. “80% já está pronto”, disse o arcebispo.

Um funcionário do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura disse que a decisão sobre o sinal verde para a nova universidade será tomada dentro de três a seis meses, o mais tardar.

A ex-colônia portuguesa é o segundo país com maioria católica na Ásia, depois das Filipinas. Os católicos representam de fato 97% de seus cerca de 1,3 milhão de habitantes.

Vatican News Service - LZ

21 julho 2021, 12:12