Busca

Vatican News
Igreja da Visitação em Ein Kerem, Jerusalém Igreja da Visitação em Ein Kerem, Jerusalém 

Exposição com imagens dos lugares Santos peregrina por Líbano, Síria e Iraque

Chama-se "A terra amada por Jesus" e tem por objetivo levar imagens dos locais sagrados do cristianismo a quem não pode conhecê-los pessoalmente. Nos painéis da mostra, "estão sintetizadas a história da Custódia, da Ordem e a do próprio São Francisco, mas também o trabalho dos frades na Síria, no Líbano e na Jordânia (...). Uma oportunidade de anúncio a quem sente o chamado a seguir os passos de São Francisco e viver o nosso carisma missionário", diz fr. Noor Tamas.

Tiziana Campisi – Vatican News

Ouça e compartilhe!

Síria, Líbano e Iraque, esses são os destinos da exposição itinerante "A terra amada por Jesus", que visa dar a conhecer os lugares Santos por meio de fotografias do arquivo da Custódia da Terra Santa.

A exposição, explica seu idealizador, fr. Noor Tamas, quer ser uma resposta ao desejo dos cristãos do Oriente Médio que sonham em poder visitar a terra de Jesus, mas que não podem fazê-lo por razões políticas.

“Muitas pessoas não têm a possibilidade de procurar informações on-line sobre os lugares sagrados - especifica o religioso - por isso a nossa tarefa é tentar levar a eles um pouco da Terra Santa, lá onde vivem: desta vez optamos por fazê-lo por meio de imagens".

A criação da exposição fotográfica partiu da leitura de diversos guias e fontes e os textos que acompanham os instantâneos foram elaborados com a colaboração de fr. George e Johnny Jallouf. As fotografias foram escolhidas do recente arquivo da Custódia da Terra Santa (entre aquelas de Nadim Asfour, Marie-Armelle Beaulieu, Giovanni Malaspina e Neva Gasparo), mas também do arquivo pessoal ou paroquial de vários frades, de Jerusalém, Síria e Líbano.

Nascido como um pequeno projeto de coletânea fotográfica dos lugares mais significativos do cristianismo, a exposição, graças ao apoio e interesse do Museu Terra Sancta e da Associação Pro Terra Sancta, tornou-se uma história da vida dos franciscanos e um instrumento para anunciar a Boa Nova.

“Depois de termos começado a trabalhar, decidimos fazer um trabalho mais completo - conta fr. Noor -. Por isso, nos primeiros painéis estão sintetizadas a história da Custódia, da Ordem e a do próprio São Francisco, mas também o trabalho dos frades na Síria, no Líbano e na Jordânia. Contar a nossa vida - acrescenta o religioso - torna-se também uma oportunidade de anúncio a quem sente o chamado para seguir os passos de São Francisco e viver o nosso carisma missionário”.

Seguindo os acontecimentos mais importantes da vida de Jesus, a exposição apresenta os Santuários ligados à Anunciação, à Ressurreição, à Visitação, ao nascimento, à obra e à vida quotidiana de Jesus e, além disso, em quatro painéis, oferece um panorama do serviço da Custódia da Terra Santa.

O primeiro é dedicado ao serviço dos franciscanos nas paróquias do Líbano, o segundo ao Santuário de São Paulo na Síria e às demais paróquias, o terceiro ao Memorial de Moisés no Monte Nebo, na Jordânia, o quarto fornece dados numéricos do serviço da Custódia da Terra Santa (número de frades, número de casas reconstruídas nos diferentes países onde a Custódia atua), informações sobre bolsas de estudo, casas de acolhida e paróquias.

Vatican News Service - TC

27 julho 2021, 11:54