Busca

Vatican News
Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo apoia principalmente a formação de sacerdotes, religiosas e religiosos. Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo apoia principalmente a formação de sacerdotes, religiosas e religiosos. 

Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo, fundamental na formação missionária

Em 2020, a POSPA apoiou 403 Seminários Menores, com 46.280 seminaristas, no valor total de US$ 3.372.436,00. Para 118 Seminários Propedêuticos, onde são formados 5.146 candidatos, o POSPA enviou um total de US$ 1.414.018,00. Em 2020, a POSPA também apoiou 225 Seminários Maiores para um total de 25.115 futuros sacerdotes, com um total de US$ 11.239.667,00.

Vatican News

De 1º a 3 de junho foi realizada na modalidade on-line a Assembleia Geral das Pontifícias Obras Missionárias (POM), reunindo os diretores nacionais de todos os continentes, juntamente com o presidente, os secretários gerais das quatro POM e do encarregado da Administração.

Em seu pronunciamento durante o encontro virtual, o secretário geral da Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo (POSPA), padre Guy Bognon, PSS, recordou que devido à pandemia, as Direções nacionais das Pontifícias Obras Missionárias tiveram que usar métodos e novas formas de atividades para garantir a animação e a formação missionária. A situação sanitária a nível global, também incidiu no “Fundo Internacional de Solidariedade, que é utilizado para responder a diversos pedidos de subsídios”.

Devido à situação de saúde, a maior parte dos Seminários teve que fechar por vários meses. Em alguns seminários foram organizados cursos a distância, mas sem se alcançar os objetivos formativos esperados, visto que a formação sacerdotal inclui vários aspectos, não só o intelectual, sublinhou o secretário geral do POSPA.

“Onde não era possível usar a conexão à internet, os seminaristas ficavam em casa com suas famílias, principalmente porque as paróquias estavam fechadas e as atividades pastorais paroquiais eram quase inexistentes. Noutros locais, após um período de fechamento mais longo, os seminários reabriram as suas portas, cumprindo as normas de segurança, de forma a salvar ano e proceder às avaliações necessárias para validar a fase de formação”.

Com a diminuição dos fundos disponíveis já no ano anterior, e na impossibilidade de responder positivamente a todos os pedidos de subsídios recebidos pela Secretaria-Geral, deu-se prioridade aos subsídios ordinários, essenciais para a manutenção dos seminários e o desenvolvimento da formação ali realizada, observou pe. Bognon. Para o ano letivo de 2019-2020, a POSPA enviou Subsídios Ordinários a 745 Seminários, onde se formam 75.365 candidatos ao sacerdócio.

Em 2020, a POSPA apoiou 403 Seminários Menores, com 46.280 seminaristas, no valor total de US$ 3.372.436,00. Para 118 Seminários Propedêuticos, onde são formados 5.146 candidatos, o POSPA enviou um total de US$ 1.414.018,00. Em 2020, a POSPA também apoiou 225 Seminários Maiores para um total de 25.115 futuros sacerdotes, com um total de US$ 11.239.667,00.

O sacerdote explicou ainda que não obstante a prioridade seja a formação dos futuros sacerdotes nos seminários, a POSPA visa também a formação dos futuros religiosos e religiosas, agentes indispensáveis ​​da missão evangelizadora da Igreja.

“O número de noviciados ou de casas de formação aumenta de ano para ano nas jovens Igrejas. Em 2020, apesar das dificuldades devido ao contexto global da saúde, a maioria das comunidades de noviciados ou casas de formação religiosa se mantiveram no estrito cumprimento das medidas de higiene. A POSPA enviou bolsas a 1.200 noviciados femininos e masculinos, contribuindo para a formação de 7.259 candidatos, dos quais 4.794 noviças e 2.465 noviços. A soma total alocada para eles foi de US$  1.244.366,00."

Devido à diminuição dos recursos disponíveis, a POSPA não conseguiu no ano passado atender aos inúmeros pedidos de subsídios extraordinários recebidos para a reestruturação ou construção de novos seminários. Os pedidos haviam sido aprovados pela Assembleia, mas não havia a disponibilidade de recursos financeiros para pagá-los. Somente em novembro, com a finalização das arrecadações recebidas posteriormente, foi possível o envio de alguns subsídios extraordinários.

O total de Subsídios extraordinários pagos entre novembro de 2020 e março de 2021 é de US$ 2.108.224,61. Os projetos do ano passado que ficaram para serem pagos neste ano somam US$ 1.534.900,00.

Se por um lado não foi possível organizar sessões de formação para formadores devido à pandemia, por outro o programa das bolsas de estudos para futuros formadores decorreu normalmente, tendo recebido um aporte de US$ 542.050,00.

As universidades católicas na África foram apoiadas como de costume pela POSPA, assim como as Conferências Episcopais e as Províncias Eclesiásticas que fizeram pedidos para os sacerdotes diocesanos.

Às Congregações religiosas de direito diocesano que fizeram pedido de bolsas de estudo para os seus membros que se preparam para se tornarem formadores, a POSPA destinou US$ 200.000.

Depois de constatar que as consequências financeiras da pandemia farão sentir o seu peso com uma diminuição dos recursos também para o futuro próximo, o secretário geral da POSPA concluiu: “Demos graças à Providência divina que acompanha a missão e nos congratulamos com as Direções Nacionais pelo trabalho realizado com coragem neste ano de pandemia, mantendo sempre acesa a chama da missão da Igreja no mundo. Esta missão precisa do apoio espiritual e material de todo o povo de Deus".

Com Agência Fides

07 junho 2021, 07:07