Busca

Vatican News
Santuário de  Banneux na Bélgica Santuário de Banneux na Bélgica 

Terço no Santuário de Nossa Senhora de Banneux, a Virgem dos Pobres

"Maria escolhe o caminho da pobreza e dos pobres para viver a missão da Igreja: 'Vós sempre tereis os pobres convosco'". O Terço invocando o fim da pandemia e o reinício das atividades sociais e de trabalho desta terça-feira (11) será Santuário da Virgem dos Pobres na pequena cidade de Banneux, na Bélgica. Acompanhe ao vivo às 13 horas (horário de Brasília) nas redes sociais e site do Vatican News

Vatican News

Trinta Santuários, representativos de todo o mundo, conduzem a recitação do Terço todos os dias durante o mês de maio em uma maratona de oração com o tema: "De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus", para invocar o fim da pandemia. Hoje dia 11 de maio, o Terço será rezado no Santuário da Virgem dos Pobres, na em Banneux, Bélgica, com intenção pelos pobres, sem-teto e pessoas em dificuldade econômica. A oração terá início às 13 horas, horário de Brasília, e pode ser acompanhada pelas redes sociais e no site do Vatican News.

Aparições de Maria

Hoje a oração pelo fim da pandemia começa idealmente a partir de um dos santuários mais populares da Europa, o dedicado à Virgem dos Pobres ou Nossa Senhora do Banneux, a partir do nome da pequena cidade da Bélgica, perto de Liège, onde ela se encontra. Aqui, entre 15 de janeiro e 2 de março de 1933, Maria apareceu oito vezes a Mariette Beco (1921-2011), primogênita de onze filhos, aos quais ela se apresentou como a Virgem dos Pobres. Em particular a “Bela Senhora”, como a chamava a visionária, ao apontar para uma fonte disse que "estava reservada para ela" e, em uma aparição posterior, "para todas as nações... para os doentes". "Venho para adoçar o sofrimento", revelou ela em 11 de fevereiro, e quatro dias depois, quando lhe foi pedido um sinal, ela respondeu: "Acredite em mim, eu acreditarei em você". A última mensagem de Nossa Senhora, em 2 de março de 1933, foi ao invés disso: "Rezem muito".

As aparições do Banneux foram aprovadas pela Igreja em 1949. Na mensagem que a anunciou o Bispo de Liege Dom Louis-Joseph Kerkhofs escreveu: "Na noite escura a Virgem veio despertar a luz da fé e a alegria de aproximar-se do Senhor. Maria escolhe o caminho da pobreza e dos pobres para estar de acordo com o Evangelho anunciado por Jesus e viver a missão da Igreja: 'Vós sempre tereis os pobres convosco'".

11 maio 2021, 10:52