Busca

Vatican News
Animador Laudato si' do Brasil ao cuidar das margens do Rio Paranapanema Animador Laudato si' do Brasil ao cuidar das margens do Rio Paranapanema  (Almir Minozi e Cristiano Amorim)

Animadores Laudato si': já começaram os cursos de treinamento no Brasil

O Movimento Católico Global pelo Clima está realizando novos cursos para formar os Animadores Laudato si': são pessoas que sentem de maneira especial o chamado à ecologia integral, colocando-se a serviço das suas comunidades, de acordo com os ensinamentos da encíclica do Papa Francisco. No mundo, já existem 17 mil Animadores Laudato si’. No Brasil, o treinamento começou na segunda-feira (5).

Giada Aquilino e Andressa Collet - Vatican News

"Vai e repara a nossa casa". Seguindo os passos de São Francisco de Assis, o novo curso em português para Animadores Laudato si' começou na segunda-feira (5). Formados pelo Movimento Católico Global pelo Clima (WCCM), já são cerca de 17 mil deles em todo o mundo: são voluntários que, em comum, fizeram da encíclica do Papa Francisco de 2015 a sua própria encíclica, sentindo "forte dentro de si o grito dos pobres e da terra", explica ao Vatican News Cecilia Dall'Oglio, diretora associada dos programas europeus do Movimento Católico Global pelo Clima.

São pessoas envolvidas principalmente dentro das paróquias, associações e grupos religiosos, mas também são aquelas que sentem o chamado à ecologia integral de uma forma particular, colocando-se a serviço das próprias comunidades. A diretora explica que "o desafio está nos territórios, com muitos dos Animadores que dão vida aos Círculos Laudato si', pequenas comunidades que se encontram para viver em oração, enraizadas na fé com a sua conversão ecológica, para caminhar juntos em direção a estilos de vida sustentáveis e para defender os mais vulneráveis".

Quatro sessões on-line

"O número de Animadores no mundo tem crescido ano após ano: o programa de formação que está recomeçando nestes dias”, explica a representante do Movimento, “está disponível em inglês, espanhol, português, polonês, italiano e também estamos fazendo experiências com o francês".

Na Itália, por exemplo, o programa foi lançado em 2019 e até hoje são 1.800 Animadores. O curso em italiano que começa na próxima terça-feira, 13 de abril, realizado on-line devido às restrições impostas pela pandemia, será lançado simbolicamente de Assis: consiste de 4 sessões de uma hora até o dia 4 de maio, com um questionário de avaliação ao final de cada encontro virtual. Também está prevista uma atividade para o encerramento do Ano Especial de Aniversário da encíclica do Pontífice, que termina em 24 de maio, e do Tempo da Criação 2021 (de 1º de setembro a 4 de outubro).

O senso de participação

A característica dessa iniciativa é estar sendo realizada "com parceria sólida", explica Cecilia Dall'Oglio. "O curso é promovido pelo Movimento Católico Global pelo Clima que, de fato, já é uma aliança de organizações católicas, mas o estamos realizando com realidades particulares. Gostaria de dar o exemplo da Associação Papa João XXIII: um dos líderes, Edoardo Barbarossa, durante a última reunião com os parceiros, destacou o valor fundamental que a participação no curso Animadores Laudato si" do ano passado representou para a sua realidade, destacando como a conversão ecológica está renovando a vocação, ressaltando que 100 membros da comunidade já participaram. Todos eles sublinharam a importância de permear as histórias com outras pessoas com as quais, de outra forma, nunca teriam se encontrado. Portanto, uma outra característica do nosso curso italiano é a origem dos participantes - e dos futuros Animadores - que vêm de tantas realidades e representam tantos carismas presentes na Igreja".

08 abril 2021, 10:44