Busca

Vatican News
Pedestre durante lockdown na cidade do Porto Pedestre durante lockdown na cidade do Porto  

Portugal: CEP defende acesso de “qualquer cidadão” à vacina para a Covid-19

Nota do Secretariado Geral da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) sobre o processo de vacinação.

Domingos Pinto – Lisboa

“A Conferência Episcopal Portuguesa congratula-se com o início da vacinação para a Covid-19 em Portugal, confiando na adesão de todos ao processo em curso para podermos recuperar da situação pandémica que estamos a viver”.

Ouça e compartilhe!

É a expectativa dos bispos portugueses numa nota do Secretariado Geral da CEP divulgada no passado dia 4 de fevereiro.

Uma nota na qual consideram que “é essencial que a vacina chegue a todos, com justiça, cuidado e transparência, começando pelos mais vulneráveis, mas também pelas pessoas que, nas mais diversas instituições sociais e de saúde, são fundamentais para o seu funcionamento”.

Os bispos esclarecem que “os ministros e colaboradores da Igreja Católica em Portugal, sejam eclesiásticos ou leigos, têm acesso à vacinação como qualquer outro cidadão e seguem as disposições estabelecidas pelas autoridades competentes para as diversas fases deste processo”.

“Reafirmamos o necessário envolvimento de todos no combate à pandemia e a nossa certeza de que nenhum outro interesse deve ser colocado acima dos esforços conjuntos que somos chamados a fazer, para encontrar a melhor forma de utilizar os recursos que temos e assim superar a pandemia”, conclui a Nota do Secretariado Geral da CEP.

Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem 140664 casos ativos, 767919 confirmados, 612921 recuperados, 14354 mortos, 396371 vacinas administradas contra o novo coronavírus e 7 624 184 Testes (PCR + Antigénio).

09 fevereiro 2021, 11:02