Busca

Vatican News
O Malawi registrava cerca de 30.100 casos de contágios de Covid nesta segunda-feira, 22. O Malawi registrava cerca de 30.100 casos de contágios de Covid nesta segunda-feira, 22.  

Covid-19: hospitais no Malawi recebem ajuda dos missionários Monfortinos

As ajudas incluem equipamentos de oxigênio, monitores para os pacientes, medidores de fluxo de oxigênio, glicosímetros, nebulizadores, leitos de terapia intensiva, concentradores de oxigênio, cilindros de oxigênio com gás, macacões, máscaras N95, leitos reguláveis.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

“Como Igreja, não poderíamos deixar o governo sozinho diante do sofrimento das pessoas nos hospitais ou em suas casas, devido à superlotação nos hospitais públicos, mas sim nos unir para ajudar aqueles que sofrem com a Covid-19”.

Foi o que afirmou o vigário geral da Arquidiocese de Blantyre, Malawi, Dom Boniface Tamanimì, ao receber a ajuda humanitária enviada pela região holandesa dos missionários de Montfort, em resposta ao apelo lançado pelo arcebispo de Blantyre e presidente da Conferência Episcopal do Malawi, Dom Thomas Luke Msusa, pelo envio urgente de ajuda às unidades sanitárias do país, para enfrentar a pandemia.

“Podemos não ter recursos, mas o que é importante é dar o nosso melhor e clamar a quem tem a capacidade de nos ajudar a chegar a tantas outras pessoas que sofrem silenciosamente em suas casas”, frisa Dom Tamanimì, recordando “os pacientes que são mandados dos hospitais para suas casas, porque o pessoal de saúde está sobrecarregado com o grande número de casos a serem atendidos”. “O governo e os hospitais privados e todos devem trabalhar juntos na luta contra esta pandemia”, observou o auxiliar de Blantyre.

Ao agradecer aos benfeitores, o presidente do Conselho de Governadores do hospital da missão de São José Nguludi, Dr. Fabiano Makolija, destacou a importância da chegada das ajudas. “Precisamos de equipamentos para os pacientes Covid-19 que precisam de cuidados especiais. Perdemos algumas pessoas que sofriam com a Covid-19 devido à falta de equipamentos adequados, portanto acreditamos que esses equipamentos nos ajudarão a tratar melhor os pacientes Covid-19 e salvar vidas."

As ajudas incluem equipamentos de oxigênio, monitores para os pacientes, medidores de fluxo de oxigênio, glicosímetros, nebulizadores, leitos de terapia intensiva, concentradores de oxigênio, cilindros de oxigênio com gás, macacões, máscaras N95, leitos reguláveis.

A Arquidiocese de Blantyre escolheu o Hospital Missionário Nguludi como centro de tratamentos para sacerdotes, freiras e leigos, no qual estão sendo tratados quatro padres, cinco freiras e vários outros pacientes, independentemente de sua religião.

Agência Fides – LM

22 fevereiro 2021, 09:56