Busca

Vatican News
José Parente, Presidente Federação Solicitude, Patriarcado de Lisboa  José Parente, Presidente Federação Solicitude, Patriarcado de Lisboa  

Portugal: “Queremos ser solicitude”

Em entrevista à Vatican News o Presidente da «Federação Solicitude», que reúne Centros Sociais e Paroquiais e Outras Entidades Canónicas de Ação Sociocaritativa do Patriarcado de Lisboa, lança um olhar para a crise que atinge o país em tempo de pandemia.

Domingos Pinto – Lisboa

“Ser solicito é ir ao encontro do outro, é estar preparado, disponível, e é nesse sentido que aparece a solicitude, queremos ser solícitos”.

Ouça e compartilhe!

É desta forma que José António Parente Presidente da «Federação Solicitude» - Federação dos Centros Sociais e Paroquiais e Outras Entidades Canónicas de Ação Socio Caritativa, Formação, Ensino e Saúde enquadra ao portal da Santa Sé a missão deste organismo do Patriarcado de Lisboa com 117 associados criado em 2017.

“É justamente para nos apoiar a nível de gestão, a nível do pensamento, da própria doutrina social da igreja e dos valores do Evangelho, que precisamos de olhar para dentro, a nossa identidade nossa missão”, sublinha José Parente que destaca os principais eixos estratégicos da Federação, entre os quais a proximidade geográfica e rede de apoio, a representação institucional.

José António Parente, que é também Director do Centro Social Paroquial de São João das Lampas, considera que este tem sido “um tempo muito rico de partilha”, mas alerta para o impacto da pandemia da COVId-19 e da crise económica no país, nomeadamente nas instituições que integram a Federação.

“Algumas dificuldades de sustentabilidade financeira”, refere José Parente que lembra os meses de março e abril do ano passado, no início da pandemia, com “dezenas de telefonemas diários” de instituições sem saberem que tipo de respostas deveriam dar aos problemas então surgidos.

“As instituições deixaram de ter crianças no seu espaço, os idosos deixaram de ter visitas, os próprios lares, muito deles, entraram também em confinamento”, sublinha aquele responsável que entende que “a questão financeira, as famílias, as empresas vão ter grandes dificuldades em conseguir retomar os níveis que tinham anteriormente”.

Segundo José Parente, as instituições da igreja “têm essa missão de olhar para aquilo que fazemos no dia-a-dia com o olhar da esperança numa vida nova, uma nova forma de estar”.

Neste contexto destaca o sentido da proximidade como papa faz na encíclica «Fratelli Tutti».

“É tremendamente feliz esta iniciativa do Papa, este olhar que o Papa tem pela Humanidade e pelo mundo em geral ao escrever esta encíclica, esta mensagem que nos lança a todos”, explica o Presidente da «Federação Solicitude» que deixa um alerta: “Precisamos uns dos outros, e o desafio do papa vai ajudar a que isso também possa acontecer”.

19 janeiro 2021, 10:26