Busca

Vatican News
Santo Inocentes- Mártires Santo Inocentes- Mártires 

Cardeal Tempesta: Os Santos Inocentes

Que cada criança possa crescer em sabedoria, estatura e graça, como o menino Jesus e que nossas famílias possam ser exemplo da Sagrada Família de Nazaré.

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist. - Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

A Igreja celebra no dia 28 de dezembro a memória dos Santos Inocentes, que são os primeiros mártires da Igreja. Herodes ao ficar sabendo que os reis magos retornaram por outro caminho, avisados pelo anjo, não voltando até ele, o Rei da Judeia mandou matar todos os primogênitos masculinos, de 0 a 2 anos, pois certamente algum deles poderia ser Jesus.

Herodes não havia entendido o intuito de Deus revelar o seu Filho a humanidade, pensava que ele o destronaria e tomaria o seu reino, já que era assim que o povo aguardava a vinda do messias. Mas o reinado de Jesus seria diferente de todos os reinados que já existiram na terra. Não seria por meio de espadas, guerras ou outras armas. Jesus não moraria em palácio e nem viveria refinado no ouro.

O reinado de Jesus era voltado para os pobres, Ele veio humilde, nasceu numa manjedoura e o intuito do reinado de Jesus era construir o Reino de Deus aqui na terra. Um reino de amor, paz, perdão e misericórdia.

"Vendo, então, Herodes que tinha sido enganado pelos magos, ficou muito irritado e mandou massacrar em Belém e nos seus arredores todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo exato que havia indagado dos magos. Cumpriu-se, então, o que foi dito pelo profeta Jeremias: Em Ramá se ouviu uma voz, choro e grandes lamentos: é Raquel a chorar seus filhos; não quer consolação, porque já não existem (Jr 31,15)! Com a morte de Herodes, o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, no Egito, e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e retorna à terra de Israel, porque morreram os que atentavam contra a vida do menino”. José levantou-se, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Ao ouvir, porém, que Arquelau reinava na Judeia, em lugar de seu pai Herodes, não ousou ir para lá. Avisado divinamente em sonhos, retirou-se para a província da Galileia e veio habitar na cidade de Nazaré, para que se cumprisse o que foi dito pelos profetas: Será chamado Nazareno” (Mt 2,16-23).

Essa festa foi instituída pelo Papa São Pio V e ajuda-nos a viver com profundidade esse tempo da oitava de Natal. E como vimos no trecho do Evangelho acima essa festa litúrgica tem como fundamento a Palavra de Deus. A festa de hoje nos ajuda a refletir sobre quantos inocentes morrem nos dias de hoje.

Quantas crianças são abandonadas por seus pais que não querem os filhos, quantas crianças morrem inocentemente vítimas do aborto e do desprezo de seus pais. Nestes dias mesmo estamos assistindo com muita preocupação esse tipo de mentalidade avançar em nosso continente sul americano. Muitos inocentes não têm uma habitação digna, alimentação, educação e saúde para viverem dignamente. Os direitos básicos lhes são negados ou não podem ser alcançados, que possamos rezar e fazer algo para que essa situação melhore.

Que os responsáveis olhem com carinho para essa situação e não deixem que nenhuma criança seja ferida em sua dignidade e que ninguém tire a sua inocência. O olhar puro e inocente de uma criança se parece ao de Jesus, por isso também celebramos com carinho essa data e devemos cuidar das nossas crianças que são o futuro da nossa pátria.

Por esses inocentes e por nós como cristãos, que possamos construir um mundo mais justo e solidário e possamos criar aqui na terra um lugar bom para se viver, sejam crianças, idosos, adultos e que todos vivam bem e em harmonia.

Que as famílias tenham responsabilidade de educar os filhos com carinho e amor e transmitir a essas crianças os princípios da fé católica. Acompanhar a vida de fé e o crescimento de cada criança.

Que cada criança possa crescer em sabedoria, estatura e graça, como o menino Jesus e que nossas famílias possam ser exemplo da Sagrada Família de Nazaré. E assim, rezemos por tantos inocentes que muitas vezes “morrem” nos hospitais sem mesmo sabermos. Seja por aborto ou porque por motivos precários de saúde não conseguem sobreviver.

Celebremos com carinho e esperança esse dia dos Santos Inocentes, pedindo condições de vida melhor para todas as crianças e que nenhuma morra precocemente. E que todos os santos inocentes intercedam por nós do céu. Amém.

 

28 dezembro 2020, 14:36