Busca

Vatican News
 Padre Marcos Medeiros Padre Marcos Medeiros 

Uma conexão de fé e esperança: de uma pequena cidade para uma multidão de fiéis

Em meio a pandemia do Coronavírus, surge uma luz divina que intercedeu junto à comunidade. O grupo de oração “Cinthia” criado pelo Padre Marcos reza todas as noites o Terço da Misericórdia e é um exemplo da força do evangelho em tempos de internet

Angelo Junior Radavelli

Uma pequena cidade se torna grande pela fé do seu povo. No estado de Santa Catarina, encontramos uma história de fé, conexão, carinho e esperança em tempos de pandemia. Com apenas um celular, um propósito definido e o amor pelo sacerdócio, Padre Marcos Roberto Medeiros está provando que mesmo em tempos de distanciamento é possível estarmos próximos uns dos outros.

Luz divina

Padre Marcos ou “Marquinhos”, como é carinhosamente chamado pela comunidade, atua na Paróquia São Francisco das Chagas no município de Lacerdópolis. A cidade, com forte vocação ao agronegócio, possui aproximadamente 2.247 habitantes e pertence a Diocese de Joaçaba sob o bispado de Dom Frei Mário Marquez OFMCap. Eis que em meio a pandemia do Coronavírus, surge uma luz divina que intercedeu junto à comunidade e no dia 10 de Abril, há quase sete meses, iniciou-se um Grupo de Oração no Facebook em formato de novena em preparação a Festa da Divina Misericórdia celebrada no Segundo Domingo da Páscoa. Um pedido de Jesus a Santa Faustina e instituída como Festa da Igreja por João Paulo II.

Grupo Cinthia

Assim, pelos dias sequentes, Padre Marcos realizou uma transmissão ao vivo pelo seu perfil pessoal no Facebook convidando a comunidade para rezar juntos o Terço da Misericórdia. No nono dia da Novena, a pergunta derradeira. “Pedi ao grupo se eles gostariam de permanecer e a decisão foi unânime. Todos aceitaram continuar vivendo essa experiência de fé e esperança em um momento em que estávamos isolados em face da pandemia”, explicou Padre Marcos. Eis que após a decisão surge um pedido especial. “Após a decisão de mantermos o grupo, nos veio um pedido muito especial: rezarmos pela recuperação da Cinthia que estava com Covid-19 e internada na UTI. Unidos a toda a família, começamos as orações e a Cinthia conseguiu superar este desafio e está recuperada deste vírus. Por esse motivo, carinhosamente, chamamos nosso grupo de Cinthia em virtude desta recuperação”, detalhou Padre Marcos.

Encontro de paz e bênçãos de união

A força da fé provocou uma união também dos familiares da Cinthia que residiam em outros lugares do mundo como é o caso do Jorge e da Mari Carmem que de Madrid na Espanha juntaram-se ao Grupo de Oração. “Inclusive, um dos momentos mais especiais foi receber a visita do Jorge, da Júlia, da Luciane a da Patrícia que vieram celebrar a recuperação da Cinthia e agradecer ao Grupo por todas as orações e intercessões neste momento difícil”, completou. Em virtude do grande número de visualizações, criou-se uma página para possibilitar uma maior interação com os fiéis que todas as noites rezam unidos. “A partir de agora esperamos que o grupo continue sendo um momento de encontro de paz e bênçãos de união. Que seja instrumento do Senhor para a evangelização”, completou Padre Marcos.

10 mil pessoas rezando o Terço da Misericórdia

É a conexão, o tempo e o carinho com as pessoas que estão tornando este projeto de evangelização cada vez mais intenso chegando a ultrapassar mais de 10 mil pessoas alcançadas em cada Terço da Misericórdia rezado ao vivo. Para Dom Frei Mário Marquez, bispo diocesano de Joaçaba, as transmissões ao vivo “são mais uma forma de levar o Evangelho de Jesus Cristo a todas as pessoas. Parabéns ao Padre Marcos e a todos que acompanham este Grupo de Oração”.

O Grupo de Oração Cinthia vai ao ar todas as noites a partir das 20h45 na seguinte página: https://www.facebook.com/padremarcosrobertomedeiros

04 novembro 2020, 08:42