Busca

Vatican News
Terra Santa - Fonte do Rio Jordão em Cesareia de Filipe Terra Santa - Fonte do Rio Jordão em Cesareia de Filipe 

À Custódia da Terra Santa, a igreja de São João Batista

“Lugares para rezar e meditar" é o objetivo dos trabalhos de recuperação de uma área até hoje bloqueada pela presença de minas antipessoais desde a guerra de 1967. A igreja de São João Batista encontra-se às margens do Jordão onde Jesus recebeu o batismo, nos próximos meses será acessível aos peregrinos

Tiziana Campisi – Vatican News

A igreja de São João Batista, na região de Qasr Al-Yahud, o lugar onde Jesus foi batizado - nas margens do rio Jordão - foi confiada novamente à Custódia da Terra Santa. Na localidade encontra-se também um mosteiro, e o complexo não era acessível desde 1967 por ter sido transformado um campo minado por causa da guerra. Em seguida tornou-se uma zona militar fechada.

Ouça e compartilhe!

O trabalho de saneamento

Com o consentimento das Autoridades Israelenses e Palestinas, informa a Custódia da Terra Santa, uma organização britânica especializada em desminagem (Halo Trust), iniciou um projeto de saneamento da área do Batismo de Jesus e foram removidas cerca de 4000 minas. Isto permitiu que oito igrejas da região - católica, ortodoxa grega, armênia, copta, etíope, romena, siríaca e russa - recuperassem a posse de suas propriedades.

A obra de recuperação

Os frades franciscanos começaram a organizar peregrinações ao rio Jordão em 1641, conta o frei Ibrahim Faltas. "No início de 1920 começaram a comprar terrenos e a fazer planos para construir igrejas. Em 1933 foi construída uma capela que hoje está praticamente sobre o rio", explica o frade, especificando que a igreja de São João Batista remonta a 1935. "O local será acessível e utilizável e nos próximos meses será feito um trabalho mais profundo de recuperação com a valorização de toda a propriedade com a criação de espaços de oração que permitirão aos peregrinos viver uma experiência mais intensa – nos informa Leonardo Di Marco, diretor do Departamento Técnico da Custódia. Serão lugares para rezar e meditar".

 

16 novembro 2020, 09:51