Busca

Vatican News
Igreja de São Marun seriamente danificada pela explosão Igreja de São Marun seriamente danificada pela explosão 

Beirute: AIS ao lado da Igreja local na reconstrução de locais de culto

A explosão no porto de Beirute provocou danos incalculáveis em vasta região da capital libanesa. Em socorro à comunidade cristã local na reconstrução de locais de culto e conventos, está a fundação de direito pontifício Ajuda à Igreja que Sofre.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Ajuda à Igreja que Sofre quer destinar 5 milhões de euros para a reparação e reconstrução em Beirute, no Líbano, das estruturas ligadas à atividade da Igreja, na área atingida pela explosão que causou mais de 200 mortos e 6.500 feridos e danificou cerca de 90.000 casas.

A mais afetada foi a comunidade cristã que residia nos bairros mais próximos do local do desastre. Os representantes da AIS visitaram recentemente a área e, juntamente com a Igreja local, identificaram as prioridades.

 

Entre os numerosos projetos que a Fundação de direito pontifício se comprometeu em apoiar está a reconstrução da Catedral maronita de São Jorge, um importante símbolo da histórica presença católica na capital libanesa, a da Igreja greco-melquita de São Salvador e de vários conventos de religiosas, incluindo aquele presente no hospital das Irmãs do Santo Rosário e na Casa Mãe da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.

A Ajuda à Igreja que Sofre precisa que cresceu a precariedade no país devido à crise sanitária causada pela pandemia Covid-19 e após a crise econômica devido ao aumento da dívida pública e ao colapso da moeda local que perdeu mais de 80% de seu valor anterior em relação ao dólar.

“Os cristãos no Líbano atualmente se sentem muito sozinhos e estão considerando a emigração como uma solução para seus problemas - disse Thomas Heine-Geldern, presidente executivo da AIS International -. O Papa João Paulo II disse que o Líbano tem uma missão especial no Oriente Médio. AIS sempre se lembrará disso. Continuaremos, portanto, a apoiar os cristãos desta nação e não os deixaremos sozinhos para enfrentar este desafio”.

Vatican News Service - TC

21 outubro 2020, 12:14