Busca

Vatican News
Santa Clara, Assis, sec. XIII Santa Clara, Assis, sec. XIII 

Santa Clara de Assis

Em 1212, com apenas dezoito anos, Clara deixou sua família para seguir a Jesus de modo radical.

Vatican News

Clara nasceu em Assis, Itália, em 1193; era uma jovem inteligente e bela, filha de uma família rica, que se tornou uma “dama pobre”.

Desde cedo, destacou-se pela sua caridade para com os pequeninos. Deparou-se com a pobreza evangélica de Francisco de Assis e se apaixonou pelo seu estilo de vida.

Em 1212, com apenas dezoito anos, Clara deixou sua família para seguir a Jesus de modo radical. Assim, foi ao encontro de Francisco de Assis, na igrejinha da Porciúncula, em Santa Maria dos Anjos, que ele havia restaurado. Francisco cortou os cabelos de Clara como sinal de sua entrega total a Cristo pobre. Em seguida, recebeu um hábito grosseiro de lã e pronunciou os votos de pobreza, castidade e obediência.

Clara, juntamente com outras companheiras, dirigiu-se para a igreja de São Damião, onde deu início à Ordem contemplativa feminina da Família Franciscana ou Clarissas, da qual foi mãe e modelo, sobretudo no longo período de enfermidade, totalmente resignada à vontade divina. Não obstante, com o Santíssimo Sacramento, teve a força de expulsar os mouros, que queriam invadir a cidadezinha de Assis.

Quando São Francisco faleceu, em 1226, Clara teve o singular privilégio de assistir, - projetadas na parede de sua pequena cela - as imagens solenes do rito fúnebre do santo, que se realizava na igreja Santa Maria dos Anjos. Por este motivo, Santa Clara foi proclamada "Patrona da Televisão".

Clara viveu ainda 27 anos depois da morte de Francisco. Ela faleceu, com 60 anos, em São Damião, no dia 11 de agosto de 1253, pronunciando as palavras: “Meu Deus, bendito sejais por ter-me criado!”

11 agosto 2020, 12:29