Busca

Vatican News
Estátua de São Junípero Serra diante da Missão São Gabriel, em San Gabriel, Califórnia  Estátua de São Junípero Serra diante da Missão São Gabriel, em San Gabriel, Califórnia   (AFP or licensors)

Estátua de São Junípero Serra derrubada em Sacramento

"Junípero Serra soube deixar a sua terra, os seus costumes, teve a coragem de abrir caminhos, soube ir ao encontro de muitos aprendendo a respeitar os seus costumes e as suas características", havia dito o Papa Francisco na Missa canonização do Apóstolo da Califórnia celebrada em 24 de setembro de 2015 no Santuário Nacional da Imaculada Conceição, em Washington.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Na noite de 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos, uma estátua de São Junipero Serra foi derrubada por manifestantes em Sacramento, que depois a atingiram com um bastão e outros objetos.

Dom Jaime Soto, bispo de Sacramento, em comunicado divulgado em 5 de julho no site da diocese enfatizou que, embora "as ações do grupo possam ter sido arquitetadas para chamar a atenção para memórias dolorosas" do passado da Califórnia, esse "vandalismo faz pouco para construir o futuro".

"Não há dúvida – ressalta ele - que os indígenas californianos tiveram que suportar grandes sofrimentos durante o período colonial e depois enfrentar o horror do genocídio, levado em frente com a aprovação do governo, sob o novo Estado da Califórnia", e que " essa herança é torturante." "Mas – acrescenta  -, também é verdade que enquanto o padre Serra trabalhava sob esse sistema colonial, denunciava seus males e trabalhava para proteger a dignidade dos povos indígenas".

“O árduo trabalho - explica o prelado - para superar a chaga do racismo não deveria ser substituído pelos saques noturnos. O diálogo não deveria abdicar por causa de vandalismo. Tampouco esses episódios inquietantes deveriam nos distrair dos deveres da justiça e da caridade por meio dos quais é possível construir uma Califórnia melhor".

"Todos os monumentos - continua - são imperfeitos, assim como nossos esforços para estarem à altura dos ideais sobre os quais foi criada a América. Tarefa difícil é a de construir nossa comunidade, não destruí-la".

Nas últimas semanas, São Junípero Serra, fundador de nove missões católicas no século XVIII  na área hoje conhecida como Califórnia, tornou-se alvo de vândalos durante as manifestações do movimento Black Lives Matter, não obstante os biógrafos sustentarem que o missionário era um defensor dos direitos dos nativos americanos.

Outras duas outras estátuas do Santo foram destruídas por manifestantes em 19 de junho, uma no Golden Gate Park, em São Francisco, e outra em Los Angeles.

Vatican News - AP

06 julho 2020, 19:55