Busca

Vatican News

Os Claretianos: evangelização com a Bíblia em tempos de Covid-19

Para renovar o serviço de evangelização em tempos de pandemia, os Claretianos sustentam o projeto de difundir o “Diário da Bíblia” em nove línguas na África e na Ásia. O superior geral da Congregação, padre Mathew Vattamattam, recorda que “o ministério da publicação e da evangelização com a comunicação é um patrimônio da Ordem, vez que foi um projeto de Santo Antonio María Claret, fundador do Instituto dos Claretianos”

Vatican News

Ouça e compartilhe

Os missionários claretianos continuam e reforçam seu ministério de evangelização com a difusão da Bíblia, em tempos de pandemia da Cavid-19. A casa editora católica Claret Publishing Group (CPG) encontra-se presente em todos os continentes e sua publicação de ponta anual é o “Diário da Bíblia”, iniciado 35 anos atrás nas Filipinas.

“O Diário da Bíblia” e “O Evangelho do dia” foram impressos em 23 línguas e cerca de um milhão de cópias são impressas todos os dias. Após a publicação, em 2019, em birmanês (língua falada em Mianmar, no sudeste asiático, ndr), este ano serão impressos em também duas línguas africanas, diz o missionário claretiano em Hong Kong e Macao, padre Jose Cherukara.

De fato, no ano passado foram vendidas cerca de seis mil cópias do “Diário da Bíblia” em língua birmanesa, uma publicação apreciada e promovida pela Igreja local na Birmânia, afirma padre Cherukara.

Programada nova tradução da Bíblia em língua chinesa

Entre os próximos programas de apostolado bíblico, a casa editora dos Claretianos tem programado publicar uma tradução totalmente nova da Bíblia em língua chinesa, prevista para agosto de 2021, enquanto estão sendo preparadas edições e publicações especiais por ocasião do aniversário dos 500 anos da chegada do cristianismo às Filipinas (1521-2021).

Ministério da publicação é patrimônio dos Claretianos

Para renovar o serviço de evangelização em tempos de pandemia, as várias unidades da casa editora da Congregação dos Claretianos presentes na Tanzânia, Filipinas e nordeste da Índia – membros do Claret Publishing Group – sustentaram o projeto de difundir o “Diário da Bíblia” em nove línguas na África e na Ásia.

O superior geral da Congregação, padre Mathew Vattamattam, recordou que “o ministério da publicação e da evangelização com a comunicação é um patrimônio da Ordem, vez que foi um projeto de Santo Antonio María Claret, fundador do Instituto dos Claretianos”.

Evangelização através da cultura e das publicações católicas

A crise relacionada à Covid-19 atingiu o serviço em seu conjunto, mas os Claretianos do mundo inteiro não fecharam suas livrarias, afirmou padre Alberto Rossa Alberto, Claretiano envolvido no trabalho editorial.

“O grupo editorial está trabalhando a digitalização da Bíblia em várias línguas vez que esta é uma transição necessária”, disse, evidenciando esta forma de evangelização através da cultura e das publicações católicas.

(Fides)

28 julho 2020, 10:59