Busca

Vatican News
Um homem envolto em uma bandeira de Israel coloca flores em frente à sinagoga em Halle Saale, Alemanha, em 10 de outubro de 2019, após ataque de neonazista alemão, de 27 anos, que matou 2 pessoas Um homem envolto em uma bandeira de Israel coloca flores em frente à sinagoga em Halle Saale, Alemanha, em 10 de outubro de 2019, após ataque de neonazista alemão, de 27 anos, que matou 2 pessoas  (ANSA)

Antissemitismo é ataque à democracia e à convivência, dizem bispos alemães

2019 registrou um aumento de 13% na violência antissemita, com 2.032 casos. 93% dos casos são atribuídos à extrema direita, segundo o ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer

Vatican News

"Os ataques contra os judeus são ataques à democracia e à coexistência", escreveu o arcebispo Georg Bätzing, presidente da Conferência Episcopal Alemã (DBK), em uma mensagem de felicitações ao Conselho Central de Judeus na Alemanha, que celebrará o próximo domingo, 19 de julho, 70 anos de fundação.

Em particular, em uma carta ao responsável do organismo, Dr. Josef Schuster, o arcebispo Bätzing, recorda as tarefas essenciais do Concílio, válidas ainda hoje: fortalecer a unidade da comunidade judaica, integrando origens, experiências, culturas e correntes religiosas diferentes; construir novas sinagogas, um colégio de estudos judaicos e dois seminários rabínicos: todos eventos - escreve o prelado - que "demonstraram a vitalidade intelectual e espiritual do judaísmo na Alemanha".

Além disso, "no desenvolvimento de uma cultura democrática no país - sublinha o presidente do DBK - as vozes judaicas desempenharam um papel significativo", chamando a atenção do público para "grupos e correntes extremistas e antissemitas de direita", que infelizmente estão "em aumento".

Mas, ao mesmo tempo, o prelado tranquiliza o Conselho: "Estejam certos de que a Igreja Católica continuará a estar a seu lado na luta contra o antissemitismo".

Por fim, o chamado a uma "cultura de diálogo entre cristãos e judeus", fortalecida no decorrer dos anos, tanto que "hoje existem muitos e intensos contatos entre bispos e rabinos, instituições católicas e judaicas e, não por último, também entre a Conferência Episcopal Alemã e o Conselho Central".

Vatican News - IP

18 julho 2020, 07:12