Busca

Vatican News
Ataques terroristas provocaram milhares de deslocados em Burkina Faso. A rádio desempenha um papel fundamental neste contexto Ataques terroristas provocaram milhares de deslocados em Burkina Faso. A rádio desempenha um papel fundamental neste contexto 

Rádios em Burkina Faso recebem apoio da Ajuda à Igreja que Sofre

Em Burkina Faso, em particular, a rádio desempenha um papel importante nas regiões do norte, onde os recentes ataques terroristas deixaram mais de 700 mil desabrigados e causaram o fechamento de mais de mil escolas, espalhando o caos e a insegurança.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

A Conferência Episcopal de Burkina Faso decidiu unir todas as rádios diocesanas para o compartilhamento dos recursos e por um compromisso em sinergia.

Das 15 dioceses do país, 12 têm seus próprios transmissores de rádio, que ainda são instrumentos fundamentais para alcançar as áreas mais remotas e inacessíveis.

Na África, as rádios desempenham um importante papel na difusão da fé, mas também no campo da educação, do desenvolvimento e da agricultura. A Ajuda à Igreja que sofre há mais de 50 anos tem apoiado a evangelização por meio da mídia, precisamente porque, onde há poucos sacerdotes e as distâncias dificultam a pastoral, as rádios levam a Igreja aos fiéis.

Em Burkina Faso, em particular, a rádio desempenha um papel importante nas regiões do norte, onde os recentes ataques terroristas deixaram mais de 700 mil desabrigados e causaram o fechamento de mais de mil escolas, espalhando o caos e a insegurança.

Trata-se, de fato, do único instrumento que pode alcançar as pessoas, acompanhá-las, fortalecê-las na fé, informá-las e ajudá-las. Onde há pessoas que lutam para reconstruir suas vidas, as emissoras de rádio continuam a possibilitar um mínimo de educação para crianças e jovens e continuam sendo um meio vital para promover a paz e a reconciliação.

Agora, a pandemia de coronavírus evidenciou ainda mais a importância do papel das estações de rádio locais. Fundamental foi a divulgação de informações sobre como se proteger do vírus e impedir sua propagação.

Não menos importante foi a possibilidade oferecida aos ouvintes de acompanharem as celebrações litúrgicas e rezar.

Para apoiar o serviço das rádios católicas, a Ajuda à Igreja que Sofre está contribuindo com um projeto especial de 10 mil euros, do qual é possível participar com ofertas.

Vatican News – TC

15 junho 2020, 07:47