Busca

Vatican News

Dom Odilo: unidos pela fé

Em meio à pandemia do novo coronavírus e às medidas de isolamento social, a Arquidiocese de São Paulo intensificou sua atuação evangelizadora na internet. O arcebispo metropolitano, cardeal Odilo Pedro Scherer, é o principal incentivador de uma pastoral no ambiente digital,

Silvonei José – Cidade do Vaticano

Os dados estão contidos na última edição do jornal O São Paulo, semanário da Arquidiocese de São Paulo: ao menos 38 milhões de brasileiros – cerca de 41% das pessoas com alguma ocupação profissional no País – dependem apenas dos próprios esforços para obter renda, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para esse contingente de trabalhadores, as restrições de mobilidade e de atividades comerciais e de prestação de serviços adotadas para conter a proliferação do novo coronavírus têm imposto dificuldades para a obtenção de renda. Alguns já têm diversificado os trabalhos que realizam, muitas vezes sem planejamento prévio, o que pode levar a uma perda ainda maior de receitas.

Pessoas que trabalham por conta própria e que possuem um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou que realizam atividades informais representam 16% da população brasileira, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de fevereiro deste ano. São ao menos 38 milhões de brasileiros – cerca de 41% das pessoas com alguma ocupação profissional no País – que dependem apenas dos próprios esforços para obter renda e que tendem a ser os mais prejudicados financeiramente com a atual pandemia do novo coronavírus e as restrições de mobilidade e de atividades comerciais e de prestação de serviço. A lista de ocupações é extensa, e entre elas estão as diaristas. Rosa, 57 – que prefere não ter seu sobrenome identificado –, é uma delas. Antes do começo da pandemia, ela tinha serviços por fazer todos os dias, às vezes até aos domingos. “Agora, caiu em 80% a quantidade de diárias. Estou tentando ‘me virar’, já entrei com o pedido para receber o auxílio emergencial do governo, mas ainda está em análise”, contou ao O SÃO PAULO.

Em meio à pandemia do novo coronavírus e às medidas de isolamento social, a Arquidiocese de São Paulo intensificou sua atuação evangelizadora na internet. O arcebispo metropolitano, cardeal Odilo Pedro Scherer, é o principal incentivador de uma pastoral no ambiente digital, interagindo diariamente com o público e potencializando o alcance da mensagem da Igreja na cidade e para além dela. Presente nas redes sociais desde julho de 2011, quando criou seu perfil no Twitter, Dom Odilo reconhece a internet com uma “praça pública”, na qual a Igreja, por meio de seus pastores, ministros e fiéis batizados, deve se fazer presente, sobretudo a partir de seu testemunho de fé e de vida.

Naquela ocasião, o cardeal “levou” consigo para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Madri, na Espanha, os fiéis que puderam acompanhar muitas atividades do evento quase que em tempo real, narradas pelo próprio Arcebispo. Hoje, além do Twitter, com 111 mil seguidores, Dom Odilo possui uma página oficial no Facebook, com 136 mil seguidores, e no Instagram, a mais recente, com 10,5 mil seguidores.

A transmissão das missas dominicais que preside e de alguns momentos de diálogo com o público já não eram novidade na internet. Desde o dia 22 de março, contudo, logo que as celebrações públicas foram suspensas na Arquidiocese, a presença de Dom Odilo nas redes passou a ser diária. Todas as manhãs, às 7h, uma média de 2 mil pessoas se conectam à página do Facebook da Arquidiocese, para acompanhar a transmissão da missa presidida pelo Cardeal, na capela de sua residência, no bairro da Luz. Até então, as pessoas já podiam ouvi-lo diariamente, ao meio-dia, em seu programa “Encontro com o Pastor”, transmitido pela rádio 9 de Julho e reproduzido pelas mídias digitais. Agora, também é possível rezar com ele, assistindo à celebração eucarística e ouvindo sua homilia diária.

Fonte: O São Paulo

16 maio 2020, 11:45