Busca

Vatican News
 Caritas e dioceses  na Indonésia ativaram diversas iniciativas em favor dos setores mais vulneráveis, especialmente durante a pandemia do coronavírus Caritas e dioceses na Indonésia ativaram diversas iniciativas em favor dos setores mais vulneráveis, especialmente durante a pandemia do coronavírus   (AFP or licensors)

Caritas e dioceses na Indonésia unidas na ajuda aos pobres e luta contra o Covid-19

Mesmo sendo uma minoria em um país de maioria muçulmana, a Igreja Católica na Indonésia é muito dinâmica e não tem medido esforços em fazer tudo o que pode para ajudar nestes tempos de pandemia. Nesta sexta-feira, o país registrava 1.790 contagiados e 170 mortes.

Vatican News

A Caritas Indonésia e as dioceses de todo o arquipélago se uniram para ajudar os grupos mais pobres e marginalizados nesta emergência de saúde causada pela pandemia de Covid-19.

Ouça e compartilhe!

Em 31 de março, o diretor executivo da Caritas, padre Fredy Rante Taruk, contou à UCA News que associação católica enviou cerca de US$ 86.000 para 12 dioceses, para a compra de desinfetantes, máscaras protetoras e gêneros de primeira necessidade. Esse valor servirá às dioceses "para priorizar a assistência aos grupos mais pobres e vulneráveis".

Já a Instituição Daya Dharma (LDD), escritório de serviço social da Arquidiocese de Jacarta, também organizou, em 27 de março - como relatou à UCA News seu diretor, o padre jesuíta Christopher Kristiono Puspo -, um espaço em um dos prédios da arquidiocese, para distribuir alimentos para os pobres e marginalizados e dar-lhes assistência adequada.

Várias atividades foram organizadas, com a duração até o final da ameaça da pandemia. Entre estas, a esterelização diária para 25 voluntários, assim como de casas e escolas, além da distribuição diária de 350 caixas de alimentos para motoristas, varredores de rua, motoristas de triciclos, pessoas com deficiência, sem-teto, idosos e transgêneros. Os voluntários foram instruídos a manter a distância recomendada para impedir a propagação do vírus.

O padre Puspo acrescentou que a Igreja também está realizando uma campanha de captação de recursos em colaboração com grupos inter-religiosos e com a Cruz Vermelha Indonésia.

A Arquidiocese de Pontianak, no oeste de Kalimantan, em associação com a GP Ansor, a ala jovem da Nahdlatul Ulama, a maior organização islâmica moderada da Indonésia, também está ajudando os mais pobres e está comprando equipamentos de proteção para os profissionais de saúde. Ela conseguiu arrecadar cerca de 550 milhões de rúpias (US $ 40.000) para comprar alimentos para distribuir aos necessitados.

 "A pandemia não conhece raça, etnia, religião, classe social ou grupo", disse o arcebispo de Pontianak, Dom Agustinus Agus, enfatizando como "é importante que nós - pessoas de diferentes religiões - façamos algo para ajudar os outros".

Em 3 de abril, a Indonésia registra 1.790 casos de Covid-19 e 170 mortes.

03 abril 2020, 07:16