Busca

Vatican News
2020.03.27 Logo della messa tramite telefono della Kirche der Jugend Marienburg

Eslováquia: coronavírus, religiosas prestam assistência através do telefone

Este ano, os consagrados e consagradas da Eslováquia recordam os 70 anos do fechamento de mosteiros masculinos e femininos pelo regime totalitário. A linha telefônica gratuita pensada para as pessoas sozinhas, quer ser uma forma de “celebração” desse aniversário, oferecendo ajuda a quem precisa neste momento em que a solidariedade deve vencer o coronavírus.

Cidade do Vaticano

Uma linha telefônica gratuita dedicada a ouvir as pessoas solitárias que, em situações de emergência coronavírus, vivem no desespero e experimentam ainda mais o isolamento.

Ouça e compartilhe

A linha telefônica é administrada, na Eslováquia, pelas religiosas de quatro congregações que, em 31 de março, iniciaram um serviço de apoio psicológico, oferecendo apoio moral, com a colaboração de Telekom.

Salesianas, ursulinas, religiosas da Societas Sororum Socialium e as escolásticas de São Francisco estão disponíveis de segunda a sexta das 9h às 18h no telefone 0800 188 610, refere o portal Vida Consagrada.

“Muitos idosos e jovens se sentem sozinhos”, explica a irmã Monika Skalová, salesiana. “Sim, existem várias linhas telefônicas de ajuda, linhas de emergência e assim por diante. Mas este é um serviço extraordinário e voluntário oferecido por nós religiosas. Podem falar conosco todos aqueles que se sentem sozinhos e precisam de incentivo espiritual.”

Este ano, consagrados e consagradas da Eslováquia recordam os 70 anos do fechamento de mosteiros masculinos e femininos pelo regime totalitário que queria eliminar todo testemunho visível de práticas religiosas.

A linha telefônica pensada para as pessoas sozinhas, quer ser uma forma de “celebração” desse aniversário, a fim de oferecer ajuda às pessoas que precisam, sobretudo neste momento em que a solidariedade deve vencer o coronavírus.

O objetivo das ordens religiosas na Eslováquia é estar abertas à cooperação e responder, como Igreja, às necessidades da sociedade. Muitas comunidades religiosas femininas do país estão disponíveis para fazer compras aos idosos, estão presentes no  oratório on-line para os jovens, produzindo máscaras e ajudando em várias estruturas ou nos hospitais.

 

03 abril 2020, 11:44