Busca

Vatican News

A ação da Caritas equatoriana diante da pandemia

O impacto da Covid-19 no tecido social e na economia do país foi classificado pelo governo como "sem precedentes” e não pode ser comparado com os efeitos de outras crises econômicas, nem com desastres naturais. O total de contagiados no país ultrapassa os 24 mil. As mortes são quase 900.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Um total de 74.078 famílias, das quais 4.943 migrantes, foram atendidas pelas 22 Caritas diocesanas nas últimas 6 semanas. É o que revela o relatório da Rede de Pastoral Social - Caritas Equador, no balanço sobre as ajudas oferecidas desde o início da emergência sanitária provocada pela pandemia coronavírus.

O primeiro informe sobre a resposta à campanha “Que ninguém fique para trás” especifica que, considerando que uma família equatoriana, medianamente, é composta por quatro pessoas, a Igreja beneficiou mais de 296 mil pessoas desde o início do isolamento social.

O apoio às famílias, mulheres, homens, menores de idade, idosos e pessoas com deficiência consiste principalmente em kits de alimentos, kits de higiene, alojamento, acompanhamento espiritual, assistência médica, atendimento a idosos e menores órfãos, entre outros.

 

O relatório Caritas destaca que a capacidade e a capilaridade da assistência humanitária foram possíveis graças à colaboração da sociedade civil, das empresas, à cooperação internacional e que foram realizadas de acordo com os regulamentos internacionais e nacionais em favor dos direitos humanos e com a Doutrina Social da Igreja Católica.

Em 4 de maio, o Equador dará início a uma nova fase na luta contra a pandemia, com a aplicação de uma estratégia de "distanciamento" social, que permitirá retomar algumas atividades de trabalho.

O impacto da Covid-19 no tecido social e na economia do país foi classificado pelo governo como "sem precedentes” e não pode ser comparado com os efeitos de outras crises econômicas, nem com desastres naturais.

O número de mortes pela Covid-19 ultrapassa 870 e o número de pessoas infectadas é de 24.258. Entre os confirmados positivos para o coronavírus, 20.103 estão em isolamento domiciliar em condições estáveis, 318 estão hospitalizados em condições estáveis, enquanto 134 estão internados com prognóstico reservado.

29 abril 2020, 22:59