Busca

Vatican News
Igreja tem ajudado famílias em dificuldades em toda a Itália Igreja tem ajudado famílias em dificuldades em toda a Itália 

Por grande procura, Igreja de Bolonha suspende fundo de 1 milhão de euros

A suspensão é temporária. Como o Fundo São Petrônio foi criado para auxiliar quem perdeu emprego por causa da crise do Covid-19, a Igreja recebeu um número muito grande de candidaturas e precisou suspender temporariamente o serviço para poder encaminhar os pedidos de ajuda já solicitados. A comunidade diocesana sugere que as famílias controlem o site da Caritas local nos próximos dias, quando será reaberto o período para receber novas inscrições.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

Ouça a reportagem e compartilhe

O Fundo São Petrônio de 1 milhão de euros foi lançado há poucos dias pela Igreja de Bolonha para ajudar as pessoas que perderam emprego e as famílias em dificuldades financeiras por causa da emergência do Covid-19. O Pe. Matteo Prosperini, diretor da Caritas diocesana que está administrando o fundo, através de uma nota pública no site da arquidiocese, comunicou que a iniciativa foi temporariamente suspensa diante do grande número de candidaturas recebidas.

Segundo o diretor, “como se esperava, chegaram muitos pedidos em poucas horas, sinal da grande necessidade que as pessoas estão tendo neste momento”. O Pe. Matteo explicou ainda da necessidade de suspender momentaneamente o recebimento das candidaturas “para ter o tempo de processá-las, também em virtude do fato que a cifra à disposição é de 1 milhão de euros”. O convite da comunidade diocesana é que as famílias continuem seguindo o site para se atualizar sobre quando será reaberto o período para receber novos pedidos para se inscrever na iniciativa.

Fundo São Petrônio 

Os recursos do Fundo São Petrônio, nome dado em referência ao oitavo bispo da cidade e venerado como padroeiro de Bolonha, são provenientes dos dividendos da FAAC, uma empresa italiana especializada na automação de portões, portas e controle de acessos de estacionamentos, através da qual o presidente – falecido em 2012 – destinou a quota de 66% do empreendimento à Arquidiocese de Bolonha.

Para poder se beneficiar do fundo, é preciso se enquadrar em vários critérios enunciados pela Caritas, como ter perdido o emprego de forma parcial ou total nos últimos dois meses, ter uma renda familiar mensal a partir de março que seja inferior a 400 euros, residir no território da diocese de Bolonha além de disponibilizar a situação sobre a composição do núcleo familiar.

Como será dividido

O subsídio será assim dividido: 400 euros para cada pessoa, 500 euros para casais, 600 euros para casais com 1 filho, 700 euros para casais com 2 filhos, 800 euros para casais com 3 filhos. A ajuda será repassada por um período de três meses e disponibilizada já a partir do mês de maio.

29 abril 2020, 10:57