Busca

Vatican News
Fiel reza em frente a uma igreja  em Santiago do Chile durante a quarentena preventiva após o surto de doença por coronavírus (COVID-19). Fiel reza em frente a uma igreja em Santiago do Chile durante a quarentena preventiva após o surto de doença por coronavírus (COVID-19). 

Sacerdotes no Chile treinados para atendimento a pacientes com Covid-19

Os sacerdotes que concedem a Unção dos Enfermos e prestam assistência espiritual aos doentes com Covid-19, "serviço que está no coração da missão da Igreja", precisam "se preparar para a contingência de saúde de maneira responsável”, explica uma nota do Arcebispado de Santiago.

Vatican News

Vinte e três sacerdotes de diferentes paróquias da Arquidiocese de Santiago foram treinados para visitar, atender e acompanhar as pessoas afetadas pelo COVID-19. A iniciativa, que envolverá cerca de 100 padres, é realizada com o apoio da Rede de Saúde UC CHRISTUS, organização de saúde mais importante do país que faz parte da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Chile.

Ouça e compartilhe!

A formação dos sacerdotes, que realizarão seu trabalho em residências, centros de saúde e especialmente nos hospitais de Santiago, baseia-se nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o atendimento de pessoas doentes, de maneira especializada, com altíssimos padrões de prevenção de contágios.

Uma nota do escritório de comunicação do Arcebispado de Santiago explica que os sacerdotes que concedem a Unção dos Enfermos e prestam assistência espiritual, "serviço que está no coração da missão da Igreja", precisam "se preparar para a contingência de saúde de maneira responsável”.

O encarregado por coordenar a Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Santiago, padre Andrés Moro, afirma que, não obstante "ainda não tenha chegado o momento mais forte da pandemia", haverá "sacerdotes preparados e disponíveis para poder acompanhar de maneira responsável".

O curso é realizado em pequenos grupos, seguindo as recomendações das autoridades de saúde para evitar aglomerações e assim proteger a própria saúde e a dos demais. Sacerdotes idosos ou com alguma patologia não participam desses cursos de formação, pois fazem parte do grupo de risco.

Esta iniciativa soma-se às diferentes ações empreendidas pelo Arcebispado de Santiago, para acompanhamento e apoio no contexto da pandemia. Entre estas, a Arquidiocese está preparando um telefone para acompanhar a Pastoral Hospitalar, para crentes e não crentes, que poderão solicitar ajuda espiritual nos hospitais.

O Chile decretou estado de emergência por catástrofe em 18 de março, com toque de recolher diário em todo o território entre as 22h e as 5h do dia seguinte, e quarentenas obrigatórias em várias partes do país.

As aulas foram suspensas até maio e fechadas fronteiras, centros comerciais, cinemas, restaurantes e comércio que não seja de necessidade básica.

Até o momento, o Chile tem 3.737 casos confirmados de infecções por COVID-19 e 22 mortes, além de 427 pessoas hospitalizadas.

04 abril 2020, 10:53