Busca

Vatican News
A instituição humanitária católica informa que o valor foi possível graças à doação de cidadãos anônimos e será destinada à aquisição dos recursos mais urgentes, como equipamentos de proteção, material médico, roupas para uso pessoal e roupas de cama e alimentos não perecíveis A instituição humanitária católica informa que o valor foi possível graças à doação de cidadãos anônimos e será destinada à aquisição dos recursos mais urgentes, como equipamentos de proteção, material médico, roupas para uso pessoal e roupas de cama e alimentos não perecíveis 

Caritas Espanha destina 1 milhão euros à emergência coronavírus

Da compra de equipamentos médios e alimentos ao incentivo a pequenos gestos, como oferecer ajuda aos idosos para buscar remédio na farmácia, fazer compras ou conversar pela janela. Diante da emergência causada pela pandemia do coronavírus no país, a Caritas espanhola recebeu uma importante demonstração de generosidade privada, o que permite ampliar as ações de caridade.

Vatican News

O Conselho Geral da Caritas Espanha aprovou a alocação de um milhão de euros dos fundos da confederação, para apoiar as ações que estão sendo realizadas pelas 70 Caritas diocesanas de todo o país, para responder às necessidades de saúde e emergência social causada pela propagação do Covid-19.

Ouça e compartilhe!

Em uma declaração, a instituição humanitária católica informa que o valor foi possível graças à doação de cidadãos anônimos e será destinada à aquisição dos recursos mais urgentes, como equipamentos de proteção, material médico, roupas para uso pessoal e roupas de cama e alimentos não perecíveis, solicitados pelas Caritas diocesanas para seus centros de ajuda, instalações residenciais e serviços de apoio domiciliar.

Caritas diante do coronavírus: cada gesto conta

 

O anúncio foi feito no âmbito da campanha de solidariedade lançada há uma semana sob o lema "Caritas diante do coronavírus: cada gesto conta", que recebeu uma importante demonstração de generosidade privada e incentivou inúmeras iniciativas solidárias, pessoais e comunitárias de diversas naturezas, para acompanhar aqueles que estão em uma situação difícil e são mais vulneráveis ​​ao Covid-19.

Aluguéis, despejos e trabalhadores domésticos

 

Nesse contexto, a organização de caridade espanhola apontou duas realidades difíceis que ameaçam a estabilidade socioeconômica de muitas famílias, como o pagamento de aluguel e o contingente humano que trabalha no serviço doméstico.

 

Em relação às casas, a Caritas alerta que é necessário impedir que as famílias percam sua moradia, portanto, propõe que sejam negociadas novas condições no pagamento de aluguéis e que os despejos sejam interrompidos até o verão.

Em relação aos trabalhadores domésticos, a Caritas recorda que eles são um grupo especialmente castigado pelas medidas de isolamento decretadas e propõe várias opções para que não fiquem desamparados. "É urgente – lê-se na nota – extremar os cuidados destas pessoas que cuidam de nossas casas e entes queridos".

Pequenos gestos diários, como ajudar os idosos

 

A Caritas também convida a gerar tecido social e fortalecer a comunidade com gestos diários simples, como localizar os vizinhos mais vulneráveis, principalmente os idosos, e oferecer a eles ajuda para fazer compras, buscar remédios na farmácia ou mesmo conversar com eles da janela.

Momento para refletir sobre o modelo que queremos para a sociedade

 

Caritas Espanha também lança o desafio de pensar em que tipo de sociedade queremos depois que passar a pandemia: “Essa emergência de saúde e social é um momento ideal para refletir sobre que modelo de sociedade queremos recuperar quando a crise desaparecer: se queremos voltar ao consumismo, individualismo, superficialidade dos relacionamentos virtuais, perda de direitos sociais para os mais fracos e acúmulo de riqueza ou a aposta em um mundo diferente que prioriza o cuidado da vida de todos e do planeta em que vivemos, a cooperação, o trabalho digno, o bem comum, a justiça social e a participação”.

Por fim, a organização humanitária católica recorda que esta emergência é uma boa oportunidade para cuidar, neste tempo de Quaresma, da vida interior e buscar espaços de encontro virtual com outras pessoas através da oração, da celebração da Eucaristia, dos círculos de silêncio e reflexão.

"O isolamento e o silêncio - conclui - podem também se converter em uma fonte de transformação interior e comunhão com o resto da humanidade".

28 março 2020, 08:34