Busca

Vatican News
Marcelo Câmara e padre Léo Pereira Marcelo Câmara e padre Léo Pereira  

Em Florianópolis abertura de dois processos de beatificação

Neste fim de semana, em Florianópolis, a instalação solene do tribunal arquidiocesano de duas causas de beatificação. Inicia o inquérito acerca da vida de santidade do Padre Léo Tarcísio Gonçalves Pereira, SCJ e do jovem Marcelo Henrique Câmara

Cidade do Vaticano

A Arquidiocese de Florianópolis viverá neste final de semana um momento histórico e de intensa alegria com a instalação solene do tribunal arquidiocesano de duas causas de beatificação em seu território, para o início dos inquéritos acerca da vida de santidade do jovem Marcelo Henrique Câmara e do Pe. Léo Tarcísio Gonçalves Pereira, SCJ. A Congregação para as Causas dos Santos concedeu no ano passado o chamado “nihil obstat” para cada uma das causas, que garante não haver obstáculos por parte da Santa Sé para a abertura delas.

Exemplos de como viver a fé nos tempos atuais, Pe. Léo e Marcelo entram para o seleto grupo de pessoas com fama de santidade que poderão ter o seu lugar no rol dos santos da Igreja Católica. Com a abertura do processo, os dois recebem o título de Servo de Deus e os fiéis poderão prestar culto particular, com orações e pedidos de intercessão.

Santa Paulina

Na Arquidiocese de Florianópolis, somente Santa Paulina pertence ao rol dos Santos: ela foi beatificada em 18 de outubro de 1991, em Florianópolis, e canonizada em 19 de maio de 2002, no Vaticano, pelo Papa João Paulo II.

 

O Vigário Judicial do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano e de Apelação de Florianópolis, Pe. Tarcísio Pedro Vieira, que será o Delegado Arquidiocesano para essas duas causas, acredita que o andamento dos processos cria um clima especial em nossa Igreja, de oração, vida fraterna, caridade cristã, enfim, de santidade, de desejo do céu. “Entre nós há tantas pessoas que se destacam pela prática das virtudes e pelo amor a Jesus e sua Igreja. Todos somos chamados à santidade. O processo canônico de instrução de uma causa de beatificação e canonização é um meio especial para comprovar a vivência heroica das virtudes, confirmar a fama de santidade, o seguimento total de Jesus Cristo e a existência de sinais extraordinários, de graças e milagres”, assegura Pe. Tarcísio.

Santidade é para todos

O chamado à santidade não é algo somente para alguns “escolhidos”, mas para todos, como Pe. Tarcísio recorda. O assunto foi discutido recentemente com mais profundidade na Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, lançada pelo Papa Francisco, em 2018. “Cada pessoa responde a essa vocação batismal fazendo seu próprio caminho inspirado por Deus. O importante é que cada pessoa entenda o seu próprio caminho e traga à luz o melhor de si mesmo” (GE 11).

Para o postulador da causa do jovem Marcelo Câmara, Pe. Vitor Feller, esse é um dos testemunhos que o jovem apresenta ao mundo: “No começo deste terceiro milênio, em meio aos desafios de um mundo altamente secularizado, Marcelo nos confirma que a santidade é possível e é um chamado para todos os estados de vida. É possível ser jovem e ser santo. Mais que isto: é preciso!”.

(fonte: site Aquidiocese de Florianópolis)

06 março 2020, 14:23