Busca

Vatican News
Carlo Acutis e Rutílio Grande Carlo Acutis e Rutílio Grande 

Novos beatos: o sacerdote jesuíta Rutílio Grande e o jovem Carlo Acutis

O Papa Francisco autorizou a Congregação para as Causas dos Santos a promulgar os Decretos que aprovam novas beatificações e canonizações, assim como novos Servos de Deus. Entre os novos beatos, o padre jesuíta de El Salvador Rutílio Grande García e o jovem italiano Carlo Acutis

Cidade do Vaticano

Serão beatificados o sacerdote jesuíta Rutílio Grande García e dois seus companheiros. A notícia foi dada pelo cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, depois da autorização do Papa Francisco para promulgar os respectivos Decretos. Padre Rutílio morreu assassinado em 12 de março de 1977 em El Paisnal, El Salvador por ódio à fé. Também será beatificado o jovem italiano Carlo Acutis citado como exemplo pelo Papa para os jovens, na Exortação pós-sinodal pela sua relação saudável com as novas tecnologias.

Ouça e compartilhe!

Também serão proclamados santos, o leigo Beato Lazzaro, conhecido como Devasahayam, morto por ódio à fé na Índia em 1752 e uma religiosa, a Beata Maria Francisca de Jesus (nascida Ana Maria Rubatto), fundadora das irmãs Terciárias Capuchinhas de Loano, nascida em Carmagnola (Itália) em 1844 e falecida em Montevideu (Uruguai) em 1904.

Com o reconhecimento das virtudes heróicas, serão Servos de Deus: o sacerdote diocesano Emilio Venturini, fundador da Congregação das Irmãs Servas de Maria Dolorosa, nascido em Chioggia no Vêneto (1842-1905); o sacerdote diocesano Pirro Scavizzi, de Gubbio (1884-1964); Emílio Recchia, sacerdote professo da Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo, nascido em Verona (1888-1969); e o leigo Mario Hiriart Pulido, nascido em Santiago do Chile (1931-1964).

 

22 fevereiro 2020, 12:30