Busca

Vatican News
Santuário da Virgen de Luján, Argentina Santuário da Virgen de Luján, Argentina 

Primeira Missa celebrada na Argentina será comemorada durante Ano Mariano

Durante o Ano Mariano que terá início em 8 de dezembro, a Igreja na Argentina celebrará os 500 anos da primeira Missa celebrada no país, mais precisamente em 1° de abril de 1520.

Cidade do Vaticano

Na festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, em 27 de novembro, os bispos argentinos anunciaram oficialmente a abertura do Ano Mariano Nacional, no próximo dia 8 de dezembro,  Solenidade da Imaculada Conceição de Maria, que continuará até a mesma data em 2020.

No comunicado enviado à Agência Fides, os bispos convidam todos a "viver intensamente esse dom de Deus", e recordam o seu motivo: o Jubileu do 400º aniversário da chegada da imagem da Virgen del Valle na província de Catamarca, venerada em todo o país.

"Durante o Ano Mariano – prosseguem os bispos continuam -, a comemoração da primeira Missa celebrada no território argentino há 500 anos terá lugar na Baía de Puerto San Julián em 1º de abril. Cinco séculos, quatro séculos ... tão distantes e tão diferentes, nos cenários e nos momentos. Ambos os eventos, agora juntos, continuam a evocar e convocar a verdade sobre quem somos e em que acreditamos como católicos nesta amada, sofrida e esperançosa Argentina ”.

Outros eventos que serão celebrados neste período são o IV Congresso Mariano Nacional, de 23 a 26 de abril, em Catamarca, e em setembro um Congresso Mariológico, também em Catamarca.

"Eles dizem que nós argentinos gostamos de estar juntos, que organizamos nossas coisas sentando-nos à mesa para conversar e compartilhar. E sentimos um carinho tão grande pelas mães, que as tornamos quase intocáveis ​​- continuam os bispos. Talvez por esse motivo, nós, católicos da Argentina, tenhamos a geografia marcada pelos santuários dedicados à Virgem Mãe e a história marcada por reuniões e por congressos marianos e eucarísticos. O ano de 2020 será inscrito nesta geografia e nesta história. Maria nos chama de novo. É a mulher, é a esposa, é a mãe que, com sua presença, abraça as mulheres, as esposas e as mães em suas angústia e dores e acolhe os filhos do descarte, da dependência, da solidão e da miséria".

Por ocasião do Ano Mariano, a Conferência Episcopal Argentina (CEA) publicou uma edição especial de "A Bíblia. O livro do povo de Deus ", com uma apresentação de Dom Oscar Ojea, Presidente do CEA, a oração pelo Ano Mariano, as indicações para a Lectio Divina, ilustrações coloridas, os vários títulos com os quais a Virgem Maria é venerada na Argentina.

(Agência Fides)

29 novembro 2019, 09:19