Busca

Vatican News
Igreja de São Sebastião em Negombo, logo após o atentado no Domingo de Páscoa Igreja de São Sebastião em Negombo, logo após o atentado no Domingo de Páscoa  (AFP or licensors)

A solidariedade dos fiéis húngaros com os cristãos do Sri Lanka

A campanha lançada pela Conferência Episcopal húngara arrecadou fundos que foram destinados aos familiares das vítimas dos atentados no Domingo de Páscoa.

Cidade do Vaticano

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Húngara (CEU), lançou uma campanha para angariar fundos a serem destinados aos familiares das vítimas dos atentados terroristas no Domingo de Páscoa no Sri Lanka, assim como para ajudar a reconstruir as igrejas que sofreram danos durante os atentados.

Na coleta recentemente concluída, mais de 39 milhões de florins (132 mil dólares) foram enviados aos necessitados do Sri Lanka através da Arquidiocese de Colombo. Também através da CEU, foram enviados como ajuda extraordinária, 11 milhões de Florins (37 mil dólares) da parte de Péter Szijjjártó, ministro do Ministério dos Assuntos Estrangeiros e da Economia Externa.

O cardeal Malcolm Ranjith, arcebispo de Colombo, expressou sua gratidão pelo apoio recebido, o que tornou visível e concreta a solidariedade da Igreja Católica na Hungria e do Ministério dos Assuntos Estrangeiros e da Economia para com os familiares das vítimas: "Estou profundamente agradecido e garanto em nome do meu povo, que os fundos recebidos serão utilizados para ajudar as pessoas envolvidas.

Os ataques terrorista de 21 de abril tinham como alvo principalmente os cristãos, que são cerca de 7% da população no Sri Lanka, maioria dos quais são católicos.

"Agradecemos as ofertas generosas de nossos irmãos sacerdotes, dos fiéis e de todos os homens de boa vontade, que nos permitiram sustentar nossos irmãos que vivem no Sri Lanka", informou a Secretaria Geral da Conferência Episcopal Húngara.
 

04 setembro 2019, 15:21