Cerca

Vatican News
Família de Filipa e Francisco Família de Filipa e Francisco 

“Por que não a nós?”: o testemunho do casal Filipa e Francisco

O casal português Filipa e Francisco testemunha a sua história de vida e de fé em Deus, a partir da doença do filho mais novo. Uma experiência de oração e confiança.

Rui Saraiva – Porto

Matilde, Francisca e António, são os nomes que primeiro preencheram a história de amor do casal Filipa e Francisco. Mas seria através do José Maria, pelo sofrimento na doença, que Jesus faria viver a intensidade do amor de Deus, nesta família do Porto, em Portugal.

Ouça e compartilhe!

Filipa é médica e foi surpreendida pelo cancro do filho. O menino tinha então 17 meses e desenvolveu uma forma rara de cancro.

No enorme sofrimento que afligiu este casal, Filipa disse ao marido que não sabia porque é que aquilo lhes estava a acontecer. Francisco libertou dos seus lábios uma frase que o coração obrigava a pronunciar: “Porque não a nós?”.

Sentiram-se a partir desse momento nos braços de Deus. Autenticamente, levados ao colo para suportarem os primeiros tratamentos do pequeno José Maria. Um diagnóstico viria mais tarde a concluir existirem metástases por todo o corpo do menino. Filipa e Francisco não perderam nunca a esperança e continuaram a fazer um caminho “só possível com a força de Deus” – explica Filipa.

“Aprendi neste processo a confiar em Deus e a pedir a Deus, confiadamente. Aprendi a rezar como nunca pensei que fosse possível” – afirma Francisco que recorda terem-se sentido “experimentados por Deus”.

Invocando Nossa Senhora e os pastorinhos de Fátima, Filipa e Francisco encontraram refúgio na oração confiando em Deus. A celebração do sacramento da Unção dos Enfermos, devido ao estado debilitado do José Maria, foi, inesperadamente, um momento de mudança. Inexplicavelmente, José Maria inicia a revelar melhoras de saúde.

Como se fosse a “apresentação do Menino no Templo”, viveram a celebração da Unção dos Enfermos como um momento de entrega do seu filho a Deus – recorda Filipa.

Os exames médicos confirmaram que as metástases cancerígenas deixaram de ser visíveis. Tinham desaparecido. Os médicos não têm uma explicação objetiva para a súbita recuperação do José Maria.

“Nós não sabíamos o que era entregar as nossas vidas a Deus” – salienta Filipa assinalando que toda esta experiência de dor e sofrimento era “a peça do puzzle que faltava” nas suas vidas.

No testemunho de fé do casal Filipa e Francisco tem relevo essencial a experiência mariana de Medjugorje, na Bósnia-Herzegovina. “Nós sabíamos que o nosso caminho de fé passava por lá” – assinala Filipa.

“Olhemos para o Filho de Maria e sejamos gratos” – diz Francisco recordando que em Medjugorje sentiu a proximidade de Nossa Senhora.

O José Maria, completa 4 anos em 2019. Está bem e feliz. É o mais novo de uma família que se sente abençoada por Deus. À reportagem da Rádio Vaticano, o casal Filipa e Francisco testemunhou a sua experiência de vida e de fé e deixa para todos nós uma simples interrogação: “Porque não a nós?”

Como diz o Papa Francisco, deixemo-nos abrir às “surpresas de Deus”.

Laudetur Iesus Christus

 

30 julho 2019, 10:22