Cerca

Vatican News
Otrabalho dos leigos na Igreja é fundamental e deve ser compreendido no contexto em que a pessoa vive e trabalha, ressalta professor da Universidade de La Sabana Otrabalho dos leigos na Igreja é fundamental e deve ser compreendido no contexto em que a pessoa vive e trabalha, ressalta professor da Universidade de La Sabana  (AFP or licensors)

Igreja na Colômbia quer impulsionar ação evangelizadora dos leigos

Documento apresentado em encontro nacional, esboça plano orgânico para a formação e organização dos leigos, com “uma ênfase evangelizadora", o que dará vida a uma nova estrutura para acompanhar a missão que os leigos são chamados a desempenhar na Igreja.

Cidade do Vaticano

No cinquentenário da criação do Conselho Nacional dos Leigos, a Conferência Episcopal da Colômbia (CEC) promoveu um encontro nacional, realizado de 22 a 24 de julho, em Bogotá.

Ouça e compartilhe!

O Conselho nasceu em 1969 com o apoio do Beato Monsenhor Jesús Emilio Jaramillo Monsalve, que inspirou a ação dos leigos na sociedade.

Que o Evangelho chegue a todos os recantos da vida da humanidade

 

De acordo com uma nota divulgada pelo CEC durante o evento que reuniu mais de 150 representantes dos vários movimentos leigos do país, o presidente da Comissão Episcopal dos Movimentos Eclesiais e bispo de Zipaquirá, Dom Héctor Cubillos Peña, afirmou que a Igreja está ciente da importância da posição que os leigos têm na vida e missão da Igreja.

"Eis porque temos dado tanta importância aos leigos. Foram também as circunstâncias e as últimas orientações dos Sumos Pontífices, que nos motivaram com sua palavra a pensar cada vez mais seriamente em nossos irmãos leigos, membros da nossa Igreja, que têm uma missão importante para que o Evangelho, a Palavra do Senhor, a presença de Jesus, possa chegar a permear todos os recantos da vida social, política, econômica e cultural da humanidade ".

Papel dos leigos é fundamental

 

O professor Juan Carlos Gómez Giraldo, da Universidade de La Sabana, que proferiu a conferência sobre o tema "Tempos de mudanças: novos desafios para a Igreja e os leigos", disse que o trabalho dos leigos na Igreja é fundamental e deve ser compreendido no contexto em que a pessoa vive e trabalha.

Neste contexto, um dos desafios enfrentados pelos leigos nos tempos atuais, é o de aprender com os jovens, que "deram o exemplo em muitas áreas de nossas ações cotidianas, têm a capacidade de perdoar e de encontrar o outro”.

A importância da evangelização

 

Padre Rubén Darío García, diretor do Departamento dos Leigos e dos movimentos eclesiais da Conferência Episcopal, disse que no documento apresentado na conclusão da Assembleia, está esboçado um plano orgânico para a formação e organização dos leigos com “uma ênfase evangelizadora", que dará vida a uma nova estrutura para acompanhar a missão que os leigos são chamados a desempenhar na Igreja.

O plano considera as cinco áreas em que o leigo está presente na sociedade: estatal, econômica, educacional, civil, familiar e ético-religiosa. (Agência Fides)

Os 50 anos do Conselho Nacional dos Leigos

 

28 julho 2019, 18:55