Cerca

Vatican News
Jesus envia seus discípulos com o mandato de evangelizar o mundo inteiro Jesus envia seus discípulos com o mandato de evangelizar o mundo inteiro 

Dom Gil: evangelização do mundo não é impossível, Jesus não nos enganou

“O mundo que devemos evangelizar tornou-se hoje difícil e complicado”, acrescentou, mas Cristo, o Ungido de Deus, “não veio a um mundo fácil”, “veio propriamente porque era difícil. Sua obra era ‘ungir’ o mundo com o Espírito de Deus. Não importa que pareça deteriorado. O mundo, obra do Espírito de Deus, apesar de todo o peso do pecado, traz sempre a impressão do Espírito criador, e anseia e aspira a Sua presença”, destaca o bispo de Salto, no Uruguai

Cidade do Vaticano

“A evangelização do mundo não é impossível. Jesus Cristo não nos enganou”, disse o bispo da Diocese de Salto, no Uruguai, Dom Fernando Gil, durante a celebração da Missa crismal presidida esta terça-feira (16/04) na paróquia São Bento de Palermo e Nossa Senhora do Rosário de Paissandu.

Ouça e compartilhe!

Na missa, concelebrada por todos os sacerdotes da diocese, o bispo abençoou os Óleos sagrados, os presbíteros renovaram os compromissos sacerdotais e um jovem foi admitido como candidato ao sacerdócio.

Advertência aos sacerdotes para duas tentações

Segundo informações da Conferência Episcopal Uruguaia, o bispo, referindo-se à unção do Espírito que os sacerdotes recebem no sacramento da Ordem, alertou para duas tentações: “apropriar-se do sagrado como se fosse um produto nosso” e “cair num certo modo de negar o dom que Deus nos fez, secularizando a graça e o ministério confiado”.

“Toda época histórica tem suas inclinações e tendências. Ao mesmo tempo, toda fase da nossa vida – se soubermos olhar com sinceridade – teve suas tentações, suas caídas, seus pecados e suas graças”, ressaltou.

Mundo anseia e aspira presença do Espírito de Deus

Em seguida, Dom Gil recordou que os sacerdotes “são homens comuns” e, ao mesmo tempo, “pessoas eleitas” por Deus, aos quais “através da imposição das mãos é conferida a graça do Espírito Santo”.

“O mundo que devemos evangelizar tornou-se hoje difícil e complicado”, acrescentou, mas Cristo, o Ungido de Deus, “não veio a um mundo fácil”, “veio propriamente porque era difícil. Sua obra era ‘ungir’ o mundo com o Espírito de Deus. Não importa que pareça deteriorado. O mundo, obra do Espírito de Deus, apesar de todo o peso do pecado, traz sempre a impressão do Espírito criador, e anseia e aspira a Sua presença”.

Nosso povo possa receber o óleo da alegria trazido por Jesus

“A evangelização do mundo não é impossível. Jesus não nos enganou. Para realizá-la, Ele, o Ungido de Deus, dignou-se ungir-nos com seu mesmo Espírito, de modo a podermos ser seus colaboradores nesta missão”, acrescentou Dom Gil.

“Peçamos então que Deus renove em nós o Espírito de Santidade com o qual fomos ungidos. Que a unção possa alcançar todos, especialmente – como nos pede o Papa Francisco – as ‘periferias’… Possa todo nosso povo sentir-se ‘discípulo do Senhor’ e receber, através das nossas palavras e ações, aquele óleo de alegria que Jesus, o Ungido de Deus, veio trazer”, concluiu o bispo de Salto.

(Fides)

17 abril 2019, 18:23