Cerca

Vatican News
Muitas pessoas foram às ruas em busca de água e comida durante os protestos em andamento Muitas pessoas foram às ruas em busca de água e comida durante os protestos em andamento   (ANSA)

Arquidiocese de JF e os franciscanos em missão no Haiti

O arcebispo de Juiz de Fora, dom Gil dom Antônio Moreira, visitou recentemente o país e fala sobre o projeto missionário feito em parceria com os Franciscanos de Assis na Providência de Deus no Haiti.

Cidade do Vaticano - Mariangela Jaguraba

“O momento é sério, pois há violência contra a vida. Deploramos as perdas de vidas humanas e propriedades, verificadas recentemente nas manifestações. Aproveitamos a ocasião para manifestar a nossa solidariedade às vítimas e seus parentes. O momento é sério: aumenta a miséria e o bem comum está ameaçado. O país está à beira do abismo! Esta situação não pode mais continuar.”

Ouça a reportagem

É o que escrevem os bispos da Conferência Episcopal do Haiti diante da situação dramática de violência que o país está vivendo, depois que a população foi às ruas para manifestar contra o governo do presidente Jovenel Moïse.

A Arquidiocese de Juiz de Fora (MG) desempenha um projeto missionário no Haiti. O trabalho se realiza em parceria com os Franciscanos de Assis na Providência de Deus no Haiti a fim de melhorar as condições desumanas em que vivem muitos haitianos.

O arcebispo de Juiz de Fora, dom Gil dom Antônio Moreira, visitou recentemente o Haiti e disse na entrevista ao Vatican News que no país há muita violência.

A raiva popular vai se intensificando com o aumento das dificuldades econômicas vividas pela maioria pobre. Diante de uma inflação que supera 15% há dois anos, o primeiro pedido dos manifestantes é o de ter algo para comer.

Vamos ouvir dom Gil  a propósito do trabalho feito em parceria com os Franciscanos de Assis na Providência de Deus no Haiti.

 

15 fevereiro 2019, 15:02