Cerca

Vatican News
Arcebispo do Panamá Dom José Domingo Ulloa e grupo de peregrinos carregam a "Cruz Peregrina" durante pré-evento da JMJ no Albrook Mall, Cidade do Panamá Arcebispo do Panamá Dom José Domingo Ulloa e grupo de peregrinos carregam a "Cruz Peregrina" durante pré-evento da JMJ no Albrook Mall, Cidade do Panamá  (AFP or licensors)

JMJ: oportunidade para dar o “sim", a exemplo de Maria

Milhares de jovens brasileiros preparam-se para participar da Jornada Mundial da Juventude no Panamá. Para muitos deles, será a primeira experiência com o Papa Francisco e jovens do mundo inteiro.

Jackson Erpen – Cidade do Vaticano

O que me motivou ir à Jornada no Panamá, foi o fato primeiramente de poder se encontrar com o Santo Padre, o Papa Francisco, poder participar...para nós é uma emoção muito grande, eu ainda não tive esta oportunidade de estar junto dele em algum evento”.

Ouça e compartilhe!

Contagem regressiva para a JMJ no Panamá. Milhares de jovens de todo o Brasil e de diversas partes do mundo preparam-se para esta grande peregrinação de encontro com Jesus e com o Papa Francisco. Para muitos, é a primeira Jornada Mundial da Juventude como nos falou agora o Felipe Ribas, 24 anos, natural de Ijuí-RS, agora fazendo discernimento vocacional na Fraternidade Nossa Senhora da Evangelização, em Porto Alegre. Para ele, o encontro também é uma oportunidade para a partilha e novas amizades.

Outro motivo também foi poder conhecer outros jovens, de outras partes do mundo, expressões de fé diferentes, outros modos de viver a fé, outros jeitos de encarar a caminhada cristã, católica, e essa acredito ser uma oportunidade muito enriquecedora, tanto para minha caminhada quanto para minha vida pessoal. Fora o fato de poder fazer amizades também, toda esta experiência de estar em outro país com jovens do mundo inteiro que têm o mesmo objetivo que é seguir o Cristo”.

 

A JMJ tem como tema a resposta da Virgem Maria ao chamado de Deus: «Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra» (Lc 1, 38). “As suas palavras - disse o Papa Francisco em uma mensagem em vídeo aos jovens - são um «sim» audaz e generoso; o sim de quem compreendeu o segredo da vocação: sair de si mesmo e pôr-se ao serviço dos outros. A nossa vida só encontra sentido no serviço a Deus e ao próximo”. Este mesmo convite feito a Maria, será repetido durante a Jornada ao coração de muitos jovens:

Eu estava esta semana participando do ENF (Encontro Nacional de Formação) e acabei também fazendo uma peregrinação ao Santuário Nossa Senhora de Aparecida. E é muito interessante prá mim, e é algo marcante: toda a minha história, toda a minha conversão, passa pelas mãos de Nossa Senhora, pelo fato de quando eu era um jovem um pouco mais rebelde, andava por aí, o testemunho de minha mãe sempre rezar e pedir que Nossa Senhora cuidasse de mim e logo ...15-20minutos depois eu chegava em casa, retornava sempre muito bem, e Nossa Senhora sempre esteve comigo no meu discernimento vocacional que eu estou fazendo, meu discernimento de comunidade, enquanto jovem, enquanto missão, então essa palavra de Nossa Senhora “Eis aqui a serva do Senhor” é muito impactante, porque eu me coloco diante do Senhor e faço das palavras dela as minhas: “eis aqui o servo do Senhor”. Então para que pela intercessão da Virgem Maria possa seguir o Senhor, seguir este caminho".

A proximidade e a grande participação de jovens latinoamericanos, foram fatores que contribuíram para aumentar a motivação do Felipe para participar desta JMJ. Ele irá ao Panamá acompanhado de um sacerdote e outros 3 jovens da comunidade.

12 janeiro 2019, 12:30