Cerca

Vatican News
Logotipo da Campanha "Presentes Solidários 2018" Logotipo da Campanha "Presentes Solidários 2018" 

Portugal: FEC lança campanha ‘Presentes Solidários 2018’

A Fundação Fé e Cooperação promove até dia 6 de janeiro 2019 a campanha de Natal ‘Presentes Solidários 2018’ para apoiar comunidades jovens nos países lusófonos, sobretudo ao nível da educação.

Domingos Pinto – Lisboa

“Dar a Duplicar” é o lema da campanha de Natal ‘Presentes Solidários 2018’ da FEC, uma organização católica não-governamental para o desenvolvimento criada em 1990 pela Conferência Episcopal Portuguesa.

Ouça a reportagem

A iniciativa sugere 11 formas de ajudar que vão desde lanches escolares e equipamentos de futebol para crianças em Moçambique, a mochilas e material escolar para São Tomé e Príncipe, uniformes escolares para o Brasil, brinquedos educativos para Timor-Leste, caixas de giz e apagadores para Angola, e campos de férias para crianças vulneráveis em Portugal.

Uma campanha que pretende “dar um Natal diferente e levar esperança a estas comunidades”, sublinha à VATICAN NEWS Mariana Pereira, Gestora de Comunicação da FEC, que deixa uma sugestão: “Bastam 0,27€/dia para uma criança, por exemplo, ter acesso a uma refeição diária”.

A responsável desta organização católica não-governamental para o desenvolvimento explica neste contexto a forma prática de funcionamento desta campanha.

“Basta ir ao site www.presentessolidarios.pt onde temos a listagem de todos os presentes que podem adquirir e aí comprar, adquirir um postal solidário”, que se oferece a um familiar ou amigo que, simultaneamente, corresponde a um bem concreto para uma comunidade lusófona, diz a Gestora de Comunicação da FEC que traça um quadro difícil da realidade educativa nos países lusófonos.

“Desde a falta de recursos financeiros para assegurar a presença nas escolas, desde escolas pouco equipadas onde falta o material essencial para que as crianças possam aprender melhor, falta também espaço e tempo para brincar”, sublinha Mariana Pereira.

A edição deste ano da campanha da FEC assinala ainda o centenário do nascimento de Nelson Mandela, que foi “um dos principais defensores da educação e de um sistema educativo justo e equitativo”, conclui a Gestora de Comunicação desta organização católica não-governamental.

 

20 novembro 2018, 11:54