Cerca

Vatican News
Dom Rui Valerio, Bispo das Forças Armadas em Portugal Dom Rui Valerio, Bispo das Forças Armadas em Portugal 

Portugal/Novo Bispo das Forças Armadas e Segurança: “Sinto-me verdadeiramente em casa"

Entrevista exclusiva à VATICAN NEWS de D. Rui Manuel de Sousa Valério, de 53 anos, da Ordem dos Padres Monfortinos, o primeiro sacerdote português desta congregação a ser nomeado bispo.

Domingos Pinto – Lisboa

“Sinto-me verdadeiramente em casa porque a vida militar e de segurança é realmente uma família. Há um espírito familiar onde todos são recebidos e aceites por aquilo que são e como são”.

Ouça e compartilhe

É desta forma que o novo Bispo das Forças Armadas e de Segurança em Portugal sublinha ao portal da Santa Sé o ambiente que espera encontrar e promover no âmbito da sua nova missão à frente do Ordinariato Castrense.

D. Rui Valério, que foi ordenado bispo no passado domingo, 25 de novembro, no Mosteiros Jerónimos em Lisboa, aponta como “primeira prioridade” do seu trabalho pastoral fazer-se “próximo” para “partilhar com os militares e com os agentes das forças de segurança tudo aquilo pelo qual eles passam”, e que “os leva muitas vezes a estarem um bocadinho afastados da família”.

O novo bispo da diocese militar portuguesa que acolheu com “surpresa” a sua nomeação pelo Papa Francisco, sublinha neste contexto que “a presença da igreja foi sempre uma promotora da independência e da autonomia do Estado”.

D. Rui Valério elogia também as Missões de Paz em que Portugal tem estado envolvido em várias partes do mundo, desde logo a mais recente, na República Centro Africana onde  “graças à presença dos nossos militares nesse teatro, muitas crianças e muitos adultos necessitados e que estão em condições de doença têm a possibilidade de ter uma vacina” ou de ter “um pedaço de pão” e “um bocadinho de roupa”.

O novo bispo castrense que era pároco na Póvoa de Santo Adrião e que sucede a D. Manuel Linda, atual bispo do Porto, sublinha ainda que não tem “palavras” para descrever o pontificado do Papa Francisco.

“Com o Papa Francisco a igreja está num novo Pentecostes”, conclui D. Rui Valério que em 2016 foi nomeado pelo papa como “Missionário da Misericórdia”, durante o Ano Jubilar.

29 novembro 2018, 11:38