Cerca

Vatican News
Sínodo dos Bispos: Amazônia no coração da Igreja. Sínodo dos Bispos: Amazônia no coração da Igreja.  (AFP or licensors)

Irmãs de Notre Dame se preparam para o Sínodo para a Amazônia

“Essa questão da Amazônia não é só do Brasil, é internacional e nós estamos muito conectadas”, afirma a responsável pela JPIC da Congregação, Irmã Nonata Bezerra.

Elisa Ventura – Cidade do Vaticano

Natural de Feijó, no Acre, Irmã Nonata de Aguiar Bezerra está em Roma há mais de três anos. Ela é responsável pela Comissão de Justiça, Paz e Integridade da Criação da Congregação “Irmãs de Notre Dame”. É também membro do Conselho Geral da Congregação. Em entrevista à Radio Vaticano – Vatican News ela falou do trabalho que realizam e da prepração para o Sínodo dos Bispos para a Amazônia.

A congregação à qual pertence foi fundada em 1850, em Coesfeld, na Alemanha, e se dedica à educação dos mais pobres, com ênfase na catequese para ajudar as pessoas a crescer na fé. Em Roma, a Comissão de Justiça, Paz e Integridade da Criação da Congregação, a JPIC, está ligada à Comissão de Justiça e Paz do Vaticano e à União Internacional das Superioras Gerais, UISG.

“Nós temos grupos organizados, nos reunimos mensalmente, estudamos, trabalhamos, elaboramos material de formação, oferecemos workshops nesses temas, tentamos contribuir com a questão da educação e tentamos ajudar também as nossas Congregações a lidar com todos esses conflitos. A questão do tráfico humano, dos migrantes, dos refugiados, do cuidado com a natureza. Então, estamos bem ativas nas atividades que acontecem aqui em Roma, como também nos outros países das Congregações que estão envolvidas nessas Comissões de Justiça e Paz. É um trabalho bastante amplo”, explica.     

Carisma

Uma profunda experiência da bondade de Deus e do seu amor providente, continua a ser enriquecido pela fidelidade criativa de cada Irmã de Notre Dame. A missão inicial da Congregação é a educação dos jovens e a formação de professores de religião. As regras e espiritualidade são de inspiração inaciana. A comunidade está presente em dezoito países. No Brasil, está organizada em duas províncias, ambas no Rio Grande do Sul. O trabalho é realizado em escolas, hospitais e pastorais.

“Nós trabalhamos muito na questão da educação. Acreditamos que pela educação nós conseguimos transformar o mundo para melhor”, afirma.

Trabalho conjunto

A congregação atua em paceria com a Unanima International, uma organização não governamental que trabalha em favor das mulheres e crianças, de imigrantes e refugiados e questões ligadas ao meio ambiente.

“Nós trabalhamos junto com essa ONG, em unidade com a ONU e com outras Congregações também, para trabalharmos melhor em rede e em parceria justamente para a gente trabalhar todas essas questões da Jutiça, Paz e Integridade da Criação e nos unirmos”, diz.  

Preparação para o Sínodo

Integrante da Rede Eclesial Pan-Amazônica, a Repam, Irmã Nonata diz que a questão ambiental e o Sínodo dos Bispos para a Amazônia são uma preocupação da Congregação.

“Estamos muito preocupadas com essa questão da preservação da natureza, salvar o planeta, o cuidado com a natureza. Então, essa questão da Amazônia é uma questão que não é só do Brasil, é internacional e nós estamos muito conectadas. Temos Irmãs na região amazônica e temos parcerias com outras Congregações na região amazônica também. Acredito que o momento agora é de estudar, refletir, a partir do documento em preparação para o Sínodo, com os grupos que estão organizados. A partir do estudo, encontrar meios de atualizar e realizar ações concretas e de como podemos, diretamente ou indiretamente, participar do Sínodo através dos grupos que são representantes”, finaliza.

 

 

21 novembro 2018, 10:43