Cerca

Vatican News
POLAND-RELIGION-OBIT Na foto, Ir. Cecylia em março de 2014, no convento das Irmãs Dominicanas, na Polônia  (AFP or licensors)

Freira que salvou judeus na II Guerra Mundial morre aos 110 anos

Ir. Cecylia Maria Roszak faleceu na sexta-feira passada, no convento dominicano de Cracóvia, onde morava há 90 anos. A religiosa foi sepultada no Cemitério Rakowicki da mesma cidade, na Polônia.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

A Ir. Cecylia Maria Roszak, de 110 anos, era considerada uma das freiras mais idosas do mundo. Segundo o site da Arquidiocese de Cracóvia, na Polônia, a religiosa faleceu na sexta-feira passada (16), no convento das Irmãs Dominicanas de Gródek, onde morava há 90 anos.

Religiosa protegeu as crianças da guerra

Durante a II Guerra Mundial, em Vilnius, na Lituânia, ela ajudou muitos judeus, protegendo especialmente as crianças. Depoimentos à Reuters TV de quem conheceu a religiosa polonesa confirmam que Ir. Cecylia cuidava como uma mãe dos pequenos e não apenas da espiritualidade, mas da instrução das crianças.

Ir. Cecylia nasceu em 25 de março de 1908, em Wielkopolska, na Polônia, e chegava a ser comparada na comunidade dominicana com Madre Teresa de Calcutá, pelo seu coração misericordioso.

Ouça e compartilhe!
23 novembro 2018, 18:35