Versão Beta

Cerca

Vatican News
Mayrink estava entre os 70 mil fiéis na Praça São Pedro Mayrink estava entre os 70 mil fiéis na Praça São Pedro  (AFP or licensors)

"Vim aqui porque conheci, entrevistei e falei com um Santo"

O jornalista brasileiro José Mayrink veio a Roma para participar da canonização sobretudo de Dom Óscar Romero, a quem entrevistou em El Salvador três dias antes de seu assassinato: “Eu entrevistei ele três dias antes de morrer. Eu falei com ele na sexta-feira de manhã, dia 21, e ele foi morto na segunda-feira”, contou ao Vatican News.

Jackson Erpen – Cidade do Vaticano

“Esse Santo agora canonizado, marcou a minha vida. Quando eu falo de 56 anos de jornalismo, eu falo disso sempre como um dos principais momentos que eu vivi e que mudaram a minha vida (…). Eu já invocava e pedia a ajuda dele. Espero que ele se lembre de mim”.

Entre os 70 mil fiéis presentes na Praça São Pedro na Missa de Canonização na manhã deste domingo, estava um jornalista brasileiro: José Mayrink, 80 anos, 56 dedicados aos jornalismo, e que entrevistou o arcebispo de San Salvado, Dom Óscar Arnulfo Romero, 3 dias antes de ser morto. Ele recebeu de sua esposa quando já estava no Brasil a notícia do assassinato de Dom Romero.

Como revelou na entrevista ao Vatican News, veio a Roma mais como devoto do que como profissional da imprensa, testemunhando assim o momento de canonização de uma personalidade que marcou profundamente sua vida. Na conversa conosco, Mayrink fala do clima vivido em El Salvador nos difíceis anos da guerra civil, do trabalho da imprensa neste contexto e, de Dom Óscar Arnulfo Romero. "Em El Salvador todos temos medo de morrer", disse Dom Romero a Mayrink:

Ouça e compartilhe!
14 outubro 2018, 15:42