Versão Beta

Cerca

Vatican News
Cristiani perseguitati

Outro sacerdote assassinado na Nigéria

Padre Jude Egbom foi assassinado na segunda-feira passada (03/09). O sacerdote estava se dirigindo à sua paróquia, quando foi assaltado. Em 2018 já foram assassinados quatro sacerdotes no país.

Cidade do Vaticano

Padre Jude Egbom foi assassinado no dia 3 de setembro passado e era o pároco da igreja católica de São Patrício, em Amucha no distrito de Orlu que faz parte do Estado de Imo no sul da Nigéria. Embora não seja clara a dinâmica do ocorrido, segundo as primeiras informações o sacerdote estaria voltando à sua paróquia quando sofreu um assalto. “Foi esfaqueado em vários pontos mortais. Faleceu na hora, antes que se pudesse fazer alguma coisa para salvar-lhe a vida”, disseram alguns fiéis católicos.

Uma série de crimes repetidos

Há muitos anos, este tipo de crime se repete na Nigéria. Padre Jude Egbom, é o quarto sacerdote morto desde o início do ano no país e ao menos 26 sacerdotes foram assassinados em todo o mundo em 2018. Além disso, no sul da Nigéria, aumentaram os sequestros de padres e religiosos para obter resgate. “Estas pessoas estão trabalhando para Deus e para a humanidade”, declarou D. Paulinus Chukwuemeka Ezeokafor, Bispo de Awka. “Vivem de caridade. Confiam exclusivamente na assistência e nos gestos de boa vontade das pessoas para a sua sobrevivência. Por que perseguir os que estão trabalhando para a sua salvação? Não posso entender”.

Ouça e compartilhe
13 setembro 2018, 09:13