Versão Beta

Cerca

Vatican News
Doralice, Coordenadora da Pastoral da Juventude Indígena da Região das Serras, na Terra Indígena Raposa do Sol Doralice, Coordenadora da Pastoral da Juventude Indígena da Região das Serras, na Terra Indígena Raposa do Sol  

Jovens indígenas: "Queremos uma vida em comunhão e sem mártires"

Cerca de 500 jovens, entre lideranças e convidados, se reuniram durante 5 dias no 4º Encontro da Pastoral da Juventude Indígena. Doralice conversou com o Vatican News sobre as expectativas de seus povos em relação ao Sínodo Pan-amazônico.

Cristiane Murray - Cidade do Vaticano

Na semana passada, cerca de 500 jovens, entre lideranças e convidados, se reuniram durante 5 dias no 4º Encontro da Pastoral da Juventude Indígena da região das serras, na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, Roraima.

Com o tema “Direitos Indígenas e meio ambiente”, o objetivo foi fortalecer os jovens no conhecimento das antigas sabedorias e valorizá-las. A preservação da cultura indígena, com seus costumes e lugares sagrados, é uma luta contínua destes povos que devem manter o que já foi conquistado – muitas vezes, à custa de sangue derramado – por seus antepassados.

Numa terra de beleza ímpar – tríplice fronteira com Guiana e Venezuela, onde a luz ilumina as tendas a base de geradores – o Irmão marista Ronilton Neves, assessor da REPAM Juventudes em Manaus, se prodigou e enviou ao Vatican News testemunhos de alguns participantes.

A primeira voz que ouvimos é a de Doralice, Coordenadora da Pastoral da Juventude Indígena da Região das Serras, na Terra Indígena Raposa do Sol.

“ Sentimos a necessidade da participação da Igreja nas comunidades. Para nós, a preservação da nossa cultura, de nossas terras, direitos e convivência comunitária é a nossa vida. ”

“Queremos uma vida em comunhão e sem mártires; e que a Igreja deixe os comodismos e venha fazer parte de nosso meio, como povo indígena”.

Baixe e compartilhe

Photogallery

Encontro da pastoral indígena na região das serras
19 setembro 2018, 13:39