Versão Beta

Cerca

Vatican News
Capela da Adoração no convento de Niepokalanow Capela da Adoração no convento de Niepokalanow 

Polônia terá Centro de Oração pela Paz a partir de 1º de setembro

O Centro de oração pela paz será aberto no convento franciscano de Niepokalanow, que acolheu soldados feridos, assim como refugiados judeus durante a II Guerra Mundial.

Cidade do Vaticano

A Polônia terá a partir deste sábado, 1º de setembro, um local de oração pela paz. Trata-se do Centro “Maria, Rainha da Paz”, que será inaugurado no convento de Niepokalanow.

A celebração que marcará a abertura do local será presidida pelo núncio apostólico na Polônia, Dom Salvatore Pennacchio e a homilia proferida pelo presidente do episcopado polonês Dom Stanislaw Gadecki.

Convento franciscano fundado por São Maximiliano Kolbe

 

O convento franciscano de Niepokalanow (“Cidade da Imaculada”) foi fundado em 1927 por São Maximiliano Kolbe. Durante a II Guerra Mundial, o local ofereceu refúgio a muitos soldados, feridos na campanha polonesa de 1939, e também a refugiados (como os 1.500 refugiados judeus da Polônia ocidental).

Há 79 anos, a invasão da Polônia pela Alemanha

 

Diversos franciscanos foram presos pelos nazistas e posteriormente mortos nos campos de extermínio. O próprio Maximiliano Kolbe morreu como mártir em 14 de agosto de 1941 no campo de concentração de Auschwitz, onde se ofereceu para salvar a vida de um homem de família, Franciszek Gajowniczek.

A inauguração do Centro se realiza no 79º aniversário da invasão da Polônia pela Alemanha nazista de Hitler e o começo da Segunda Guerra Mundial.

As capelas no mundo

 

As capelas onde os fiéis podem se recolher em adoração perpétua do Santíssimo Sacramento desde 2009 são erguidas em locais particularmente marcados por guerras, conflitos religiosos e ódio racial: na cidade de Belém em Israel, em Medjugorje na Bósnia-Herzegovina, no Cazaquistão, na Costa do Marfim, em Namyang no território da Coreia do Sul,  Kibeho em Ruanda, e no futuro próximo, Dagupan nas Filipinas.

(SIR)
 

31 agosto 2018, 15:28