Versão Beta

Cerca

Vatican News
Pe. José Tolentino com o Papa Francisco durante exercícios espirituais em Ariccia Pe. José Tolentino com o Papa Francisco durante exercícios espirituais em Ariccia  (Vatican Media)

Pe. José Tolentino: “Papa Francisco é um pastor com o cheiro do rebanho”

A ordenação episcopal do novo arquivista e bibliotecário da Santa Sé terá lugar a 28 de julho no Mosteiro dos jerónimos, em Lisboa.

Domingos Pinto-Lisboa

“O Papa Francisco pede a todos nós e pede à igreja uma conversão ao Evangelho, e isso é sempre uma redescoberta daquilo que é essencial, daquilo que é o mais profundo”, diz à VATICAN NEWS D. José Tolentino Mendonça.

O sacerdote madeirense foi nomeado pelo papa no passado dia 26 de julho novo arquivista do Arquivo Secreto do Vaticano e bibliotecário da Biblioteca Apostólica, elevando-o ainda à dignidade de arcebispo.

O vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa que orientou este ano o retiro de Quaresma do Papa Francisco e da Cúria Romana, vai ser ordenado bispo no próximo dia 28 deste mês, no Mosteiro dos Jerónimos.

Uma celebração que será presidida pelo cardeal patriarca de Lisboa e que terá como bispos co-ordenantes o cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, e D. Teodoro de Faria, bispo emérito do Funchal.

Sobre a sua nomeação, D. José Tolentino Mendonça diz que “foi uma surpresa muito grande o convite do Santo Padre”, mas que acolhe “com sentido de obediência e de entusiasmo pelo desafio que ele me fez”.

Já no contexto da sua nova missão na igreja, que terá início a 1 de setembro, o padre português lembra que “uma biblioteca é um lugar onde o futuro encontra as suas raízes”, e isso é muito importante para “a história da igreja, mas também para a história da própria humanidade”.

O futuro prelado acentua a “cultura como uma aliada natural da própria fé e do dinamismo da Evangelização”, e alerta para o grande perigo que é sempre um certo reducionismo” neste contexto do diálogo fé e cultura.

“O mundo atual tem muita sede e penso que o Papa Francisco nos tem ajudado muito a valorizar a sede que há no coração humano”, sublinha.

Ao portal da Santa Sé, D. José Tolentino Mendonça lança ainda um olhar para o pontificado de Francisco, e deixa uma palavra de “gratidão a Deus por nos ter dado um Pastor, um Pedro que está próximo do rebanho e que traz consigo o cheiro das ovelhas”.

Ouça a reportagem

 

12 julho 2018, 20:19