Versão Beta

Cerca

Vatican News
Arcebispo de Manila, Cardinale Luis Antonio Tagle Arcebispo de Manila, Cardinale Luis Antonio Tagle 

Nova Evangelização: radicados em Cristo para transformar a sociedade

“Não há evangelização se não nos radicamos sempre mais na pessoa da boa nova, Jesus. Ele é o Evangelho em pessoa”, disse o Cardeal Tagle, que conduziu a sessão plenária sobre a "vida espiritual dos sacerdotes mediante o encontro com Cristo", no âmbito da V Conferência Filipina sobre a Nova Evangelização.

Cidade do Vaticano

Igreja nas Filipinas. Oferecer uma experiência incisiva de Jesus, da Igreja e da missão; e o chamado - motivado somente pelo amor a Cristo - estiveram entre os objetivos propostos na V Conferência Filipina sobre a Nova Evangelização, concluída no domingo, 22 de julho, em Manila, capital do país do sudeste asiático, que desde a última quarta-feira, dia 18, reuniu mais de cinco mil participantes entre leigos, sacerdotes, religiosos e religiosas.

Transformar a realidade e o viver da vida cristã

Permanecer radicados em Jesus

“Trata-se de uma oportunidade para permanecer radicados em Jesus”, disse o arcebispo de Manila, Cardeal Luis Antonio Tagle, que conduziu a sessão plenária sobre a “vida espiritual dos sacerdotes mediante o encontro com Cristo”, a partir do tema “Partilhar no único sacerdócio de Cristo”.

“Não há evangelização se não nos radicamos sempre mais na pessoa da boa nova, Jesus. Ele é o Evangelho em pessoa”, disse o purpurado, acrescentando que a “Conferência Filipina sobre a Nova Evangelização é rica de rituais e alguns destes se tornaram uma espécie de identidade”.

Em Cristo, transformar a realidade, os valores e a vida de fé

O arcebispo de Manila explicou que a mesma não é somente um ritual, somente uma conferência, é uma questão de vida, radicada na vida, e deveria transformar a realidade, os valores e o viver da fé cristã”.

Além das sessões plenárias, os participantes debateram sobre paróquia, instrução, lugar de trabalho, governo, família, jovens, mídias digitais e sociais, catequese, Igreja em missão, novos ministérios, jovens adultos e novas tendências na Igreja.

Nova Evangelização – experiências de fé e renovação da Igreja

Segundo o docente de teologia na Escola de Teologia de Mary Hill e no Instituto Social Asiático de Manila, Mons. Manuel Gabriel, entre os elementos da Nova Evangelização que poderiam ajudar a enfrentar estas “situações críticas” da Igreja é preciso concentrar-se sobre experiências de fé, a experiência Cristocêntrica, sobre a renovação da Igreja e sobre as prioridades, a vida dos excluídos e dos marginalizados.

“Falta um paradigma comum para gerir a situação hoje. O desafio é que a Nova Evangelização deveria levar-nos todos juntos a colaborar para transformar nossa sociedade”, disse Mons. Gabriel.

 

Conversão pastoral: passar da ‘modalidade de manutenção’ à ‘modalidade missionária’

“A Igreja deve assumir uma ‘modalidade missionária’, ao invés de estagnar-se em ‘modalidade de manutenção’. Se permanecermos parados jamais mudará coisa alguma. Por sua vez, a modalidade missionária rompe as barreiras, abre novos caminhos, tem um novo modo de pensar, muda tudo”, acrescentou o presbítero.

A primeira Conferência Filipina sobre a Nova Evangelização foi promovida pelo Cardeal Tagle em 2013 como resposta local ao apelo a uma nova evangelização e à renovação da experiência de fé no contexto local e asiático. Com 80% de católicos, divididos em 86 dioceses, as Filipinas têm hoje 110 milhões de habitantes.

(Fides)

23 julho 2018, 16:13