Versão Beta

Cerca

VaticanNews
2018-01-04 Donne cattoliche.jpg Mulheres de uma associação católica 

O exemplo de Santa Rita recordado por quatro mulheres de hoje

Por terem copiado as virtudes de Santa Rita, quatro mulheres recebem o Reconhecimento internacional dedicado à religiosa agostiniana. Em Cássia, nesta terça-feira (22/05) memória litúrgica de Santa Rita, missa com o Card. Amato e a tradicional bênção das rosas.

Cidade do Vaticano

Serviço ao próximo, tenacidade, humildade e coragem ao abraçar a própria cruz: essas quatro virtudes de Santa Rita são copiadas por quatro mulheres que receberão na cidade de Cássia, o Reconhecimento internacional dedicado à Santa dos casos impossíveis. Na vida da religiosa agostiniana, muitas histórias que ainda hoje se refletem. Mulher, esposa, viúva, monja, estigmatizada, Santa Rita viveu todos os momentos da sua vida praticando os valores da acolhida, da caridade, do diálogo e do perdão.

As mulheres com as virtudes de Santa Rita

Neste ano as virtudes da Santa foram reconhecidas a Emanuela Disarò e Daniela Burigotto – mães do casal vêneto Gloria Trevisan e Marco Gottardi que morreram no incêndio da Grendell Tower de Londres – por terem abraçado a cruz e procurado a força na fé; a Soňa Vancaková de Košice (Eslováquia) por ter lutado e acreditado incondicionalmente nos valores da família transformando a sua difícil experiência familiar em ajuda concreta em favor de outras famílias em dificuldade. E também a Giuseppina Ceccaroni de Perugia, por ter enfrentado os obstáculos da vida encontrando força na fé e no serviço ao próximo. As quatro “mulheres de Rita” receberão nesta terça-feira (22/05) o pergaminho do reconhecimento das mãos do Prior Geral da Ordem Agostinina, padre Alejandro Moral Antón na Basílica de Santa Rita.

Tradicional bênção das rosas

Esta é a 60ª edição da festa, que conta com Celebração da memória litúrgica da Santa, Celebração do Trânsito, e a geminação com outras cidades. Neste ano a cidade de Cássia é geminada com Košice, na Eslováquia de onde chegará a Tocha da Paz para a festividade.

O cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos celebrará a missa pontifical. Em seguida, será feita a Súplica a Santa Rita e a tradicional bênção das rosas, símbolo da santa, que são conservadas ou doadas a pessoas necessitadas.

Ouça e compartilhe
22 maio 2018, 09:32