Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Curso chega a sua XIII edição Curso chega a sua XIII edição 

Exorcismo: no Regina Apostolorum, curso único ao mundo

Especialistas de renome estarão reunidos em Roma entre os dias 16 e 21 de abril, para aprofundar os conhecimentos sobre exorcismo e oração de libertação.

Federico Piana - Cidade do Vaticano

Volta a realizar-se em Roma a única experiência do gênero no mundo, o curso de exorcismo e oração de libertação, organizado pelo Instituto Sacerdos da Pontifícia Universidade Regina Apostolorum, em colaboração com o grupo de pesquisa e informação sócio religiosa.

Esta XIII edição será realizada entre os dias 16 e 21 de abril. A participação é extremamente reservada: apenas padres com comprovada necessidade de atualização são admitidos. Os trabalhos serão realizados a portas fechadas.

A gênese do curso

 

Padre Pedro Barrajon é professor de teologia na Pontifícia Universidade Regina Apostolorum e memória histórica do curso:

"Quinze anos atrás, alguns sacerdotes que frequentaram nosso instituto nos pediram para aprender mais sobre exorcismo e oração de libertação. Eles se sentiram despreparados. Naquele momento nasceu a ideia de oferecer uma visão séria, científica, teológica e interdisciplinar.

Porque hoje, como então, há muitas lacunas a serem preenchidas, explicou:
"Devemos dizer a verdade: o mundo do exorcismo não é um campo fácil. A teologia de algumas décadas atrás a abandonou porque não a considerava à altura do mundo racionalista de hoje".

Assim devemos recuperar rapidamente o tempo perdido:

"É importante: todo padre deve ter um acompanhamento. Deve ser formado para lidar com casos específicos. Fazer um exorcismo não é um ato de magia".

Sacerdotes, não tenham medo de tornarem-se exorcistas

 

Um sacerdote - explica o Padre Barrajon - deveria estar pronto para receber o ministério de exorcista se o bispo o oferecer, mesmo que não goste:

“Eu entendo, não é fascinante à primeira vista. Mas nunca devemos esquecer: é um ministério de caridade e misericórdia. Útil especialmente neste período histórico em que o recurso ao exorcista triplicou. Na Itália, de acordo com os dados recentes aproximados, indicam que as pessoas envolvidas seriam pelo menos meio milhão”.

XIII edição do curso sobre exorcismo

 

10 abril 2018, 08:14