Cerca

Vatican News
Cada bispo plantou dez árvores, dando assim o seu contributo na melhoria e bem-estar do meio ambiente Cada bispo plantou dez árvores, dando assim o seu contributo na melhoria e bem-estar do meio ambiente 

Bispos da CEAST lançam floresta “Laudato Si” no deserto do Namibe

Os bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) lançaram no sábado (10/3), na província desértica do Namibe/Angola, a floresta denominada “ Laudato Si”, com a plantação de 400 árvores de várias espécies.

Cidade do Vaticano

O arcebispo do Lubango e Presidente da Comissão Episcopal de Justiça e Paz da CEAST, D. Gabriel Mbilingue, afirmou no acto de lançamento que a escola católica tem um grande dever de educar a sociedade na responsabilidade de manter o meio ambiente;

O prelado admitiu, igualmente que o objectivo deste projecto é que todos colaborem e participem na manutenção e conservação do meio ambiente, plantando uma árvore ao seu arredor, dando assim um outro ar para a natureza.

Importa realçar que nesta actividade educativa ambiental cada bispo procedeu a plantação de dez árvores, dando assim o seu contributo na melhoria e do bem-estar do meio ambiente, não só para as comunidades desta localidade, mas também para a província do Namibe que ainda se depara com o problema da desertificação.

O governador da província do Namibe Carlos da Rocha Cruz enalteceu a importância da iniciativa dos bispos católicos;

Os bispos da CEAST prosseguem com os trabalhos da primeira plenária anual que decorre na diocese do Namibe, até ao dia 14 de Março.

De Luanda para a Rádio Vaticano, Anastácio Sasembele, paz e bem.   

Floresta "Laudato si"
12 março 2018, 16:48