Versão Beta

Cerca

Vatican News
“O maior vírus do nosso tempo é o da indiferença e o Papa Francisco é muito claro nisso”, diz Maria do Rosário Farmhouse “O maior vírus do nosso tempo é o da indiferença e o Papa Francisco é muito claro nisso”, diz Maria do Rosário Farmhouse  

Papa Francisco: “Exemplo fabuloso de diálogo Intercultural”

A convicção é sublinhada à VATICAN NEWS pela nova presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens em Portugal

Domingos Pinto - Lisboa 

A convicção é sublinhada à VATICAN NEWS pela nova presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens em Portugal

Declarações de Maria do Rosário Farmhouse à margem do último Encontro de Animadores Sociopastorais das Migrações que teve lugar no Seminário de Alfragide, sobre o tema “Partilhar a Viagem: acolher, proteger, promover e integrar migrantes e refugiados”.

Para esta antropóloga que iniciou a sua vida profissional na Caritas Diocesana de Lisboa, fez carreira no Serviço Jesuíta aos Refugiados (entre 2003 e 2008) e assumiu depois até 2014 a liderança do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, “é muito inspirador” o testemunho do Papa Francisco.

“O maior vírus do nosso tempo é o da indiferença e o Papa Francisco é muito claro nisso”, diz Maria do Rosário Farmhouse que pede uma mudança de mentalidades, “uma capacitação da sociedade”, ou seja, “não nos deixarmos levar pela globalização da indiferença”.

Ainda em inicio de mandato, a presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens aponta já duas prioridades: “o Selo Protetor” para premiar as boas práticas na proteção de crianças e jovens em risco, e ainda a estratégia para os direitos das crianças.

Ouça a reportagem

 

02 fevereiro 2018, 11:19